Roteiro de 3 dias na Liguria – Visitando as Cinque Terre e Arredores

Recentemente fiz um passeio de 3 dias pelas famosas Cinque Terra na região da Liguria, norte da Itália. Gostei muito desse passeio pelas e queria dividir aqui no blog com vocês o que, na minha visão, a Liguria tem de melhor. Foi um passeio de 3 dias e 2 noites. Nas duas noites nos hospedamos em La Spezia, cidade que serviu como base para esse passeio pelas Cinque Terre. As Cinque Terras são chamadas em português de Cinco Terras e na realidade são cinco pequenas cidades, encravadas nas encostas ligureses. 

 

O principal objetivo desta viagem era conhecer as Cinque Terre (sendo elas: Riomaggiore, Manarola, Corniglia, Vernazza e Monterosso) porém o roteirinho foi engordando e incluímos  também PortoevenerePortofino e e Santa Margherita Ligure.

Assim, esse vai ser o primeiro post de uma pequena série com roteiro e dicas e informações úties sobre essa viagem pela Liguria. Nesse post você vai encontrar uma visão geral de onde se hospedar, como chegar, como se deslocar e um resumo do roteiro. Para maiores informações sobre cada cidade clique sobre os link nos nomes das mesmas.

Onde se hospedar nas Cinque Terre?

Essa é uma pergunta difícil de responder. Também pudera com tantas “terres” como escolher uma terre para chamar de sua nao é mesmo? No nosso caso, como eram poucos dias, resolvemos que escolheríamos apenas uma cidade para servir de base aos bate-e-voltas diários. Comecei procurando hotéis nas Cinque Terre, dei preferência para Riomaggiore (pela localização próxima a nossa chegada – La Spezia) e por Vernazza (considera a mais bonita das terres) no entanto, achei os preços muito altos para o que os hotéis pareciam oferecer. Foi conversando com uma colega de trabalho italiana que surgiu a dica de procurar em La Spezia, Lerici ou Genova, segundo ela, essas cidades são opções econômicas para se hospedar na região.

Genova foi a primeira que descartei, saindo de Roma não parecia a melhor opção., muito distante porém, para quem vem do norte da Itália e depois seguirá viagem por lá, como por exemplo Milão ou Veneza, pode ser uma boa. Lerici achei um pouco distante de tudo, fiquei com medo que pudesse atrapalhar o deslocamento. Acabei optanto por La Spezia, que se mostrou uma ótima base tanto para acessar as Cinque Terre quanto PortoVenere e Porto Fino.

Achei a ideia de usar La Spezia como base para as Cinque Terre uma ótima escolha e acredito que repetiria a fórmula se tornasse ao destino. As Cinque Terres são charmosas porém são pequenas e pitorecas, imagino que a noite não tenha-se muita coisa à disposição. La Spezia é uma cidade de porte médio, tem mais serviços e por ser utilizada por muitos turistas também tem muita vida.

NOSSO HOTEL/ACOMODAÇÃO EM LA SPEZIA(cinque terre)

Em La Spezia encontrei um Bed and Breakfest que gostei bastante, tanto da localização quanto do preço. Inicialmente achei que pudesse ser mal localizado mas na realidade não era, era um pouco distante da estação ferroviária, isso é verdade, mas próximo do porto, do centro comercial e também da parada de ônibus que levava para Porto Venere. 

O B&B se chama Residenza Viani Guest House, a chegada foi estranha porque fica em um prédio que estava em reforma, tomei um susto mas, ao entrar no apartamento , era tudo limpo e novo. De qualquer forma é importante equalizar a expectativa, é B&B não um hotel. Ficamos com a chave da porta da entrada do prédio, do apartamento e do nosso quarto o tempo todo e só vimos o dono do B&B no dia em que chegamos e no dia em que fomos embora. Ainda bem que fizemos todas as perguntas na hora do check-in 😉 Ele foi muito prestativo, nos deu várias dicas e também foi possível pagar com cartão de crédito.

Residence Viani Guest House (predio e hall de entrada) – Base Cinque Terre

Residence Viani Guest House (quarto e banheiro) – Base Cinque Terre

Eu sei que a decoração é meio exageradamente verde mas achei que combinava com a marca da Liguria, o pesto genovês. Além disso o banheiro era bom e espaçoso e a cama confortável. Já os móveis me pareceram conhecidos, provavelmente ao melhor estilo Ikea 🙂

Como foram poucos dias não tivemos serviço de quarto e eles não oferecem café da manhã, apenas nos informaram que no bar em frente era possível tomar um café da manhã bom. Um pequeno inconveniente foi a questão das malas, após o check-out não foi possível deixar nossas malas no B&B. Nos disseram que o lugar para isso seria também o bar da frente. Achamos estranho mas como não tínhamos opção fomos até o bar e solicitamos o serviço, a atendente do bar disse que não tinha problema e que poderíamos deixar as malas ali (apontando para um canto). Isso mesmo, um canto aberto, sem porta, onde qualquer um que entrasse no bar tinha acesso. Sem escolha, deixamos afinal ainda tínhamos um dia inteiro para curtir pela frente. Ainda bem que era pouca coisa e que não somos apegados, no final deu tudo certo 🙂 

Como Chegar e se deslocar nas Cinque Terre

Eu fui em trem de alta velocidade de Roma à La Spezia. Da própria estação ferroviária de La Spezia você pega os trens regionais que param em todas as terres. O aeroporto mais próximo é o de Pisa.

Eu fiz essa viagem com a TrenItalia, encontrei uma passagem promocional a 9 euros cada trecho de Roma a La Spezia em trem de alta-velocidade e não pensei duas vezes. O trem era do tipo FrecciaBianca, fez 400 kms em 3 horas e 20 minutos.

Foi a viagem de trem mais bonita que fiz pela Itália, logo ao sair de Roma a primeira parada foi Civitavecchia (porto de Roma, de onde partem os cruzeiros) onde já se avistava o mar que nos acompanharia por uma boa parte da viagem, mais adiante se cruza a Toscana, com aquelas paisagens bucólicas lindas que não vi nas vezes em que fui à Firenze (também de trem) e, para finalizar, se entra na Liguria, onde se avista de um lado o mar e do outro as encostas montanhosas. Paisagens italianas muito bonitas e particulares. Para quem gosta de viagens em trem está aí uma bela dica, ir de Roma à Pisa e não de Roma à Firenze para acessar a Toscana.

Para se deslocar entre as cidades da Cinque Terre o ideal é o trem, é possível fazer o trajeto de carro mas eu não recomendo, é quase impossível encontrar estacionamento e você tem que trafegar pelas encostas. Existe também a possibilidade de ir de barco, nesse caso é sempre necessário verificar as condições do mar, no nosso caso não foi possível.

O trem é muito prático, para usá-lo recomendo que compres o Cinque Terre Card Treno, existem cartões para 1 ou 2 dias. Esses passes dão direito ao uso ilimitado dos trens, a entrada no parque (Parque Nacional das Cinque Terre), ao uso das trilhas e wi-fii e podem ser comprados na própria estação de trem. Não esqueça de validar seu cartão quando for começar a utilizá-lo.

Validando o passe Cinque Terre Card Treno antes do uso

O Roteiro resumido pelas Cinque Terre, Portovenere, Portofino e Santa Margherita Ligure

O roteiro desenhado tinha um “se”. O plano era dedicar o primeiro e segundo dias às Cinque Terre e o terceiro à Porto Venere. “Se” conseguissemos visitar as Cinque Terre em um único dia, incluiríamos Portofino no roteiro. E não é que conseguimos!

Chegamos em La Spezia às 10 da manhã, fomos até o hotel, fizemos check-in e às 11:30 já estávamos de volta à estação s para pegar o trem local que faz o circuito das Cinque Terre. O trem chegou lotado e saiu mais lotado ainda. Muitos turistas, foi o trem mais cheio que já peguei na Itália!

Em 7 minutos estávamos em Riomaggiore, a primeira das Cinque Terre na direção de quem saí de La Spezia. Da estação, subimos até a parte mais alta da cidadezinha e depois descemos até o nível do mar.

Do nivel do mar de Riomaggiore seguimos até a próxima cidade, Manarola, pela trilha Via dell’Amore. Foram um 15 minutos de caminhada tranquila com pausa para fotos.

Cinque Terre – Via del Amore

Acessamos Manarola por cima e fomos mais uma vez descendo até o nível do mar.

Manarola, uma das Cinque Terre

Na estação de trens de Manarola encontramos uma área de informação turística onde ficamos sabendo que a trilha para acessar Corniglia estava fechada. Na verdade toda a trilha azul – que liga as cidades no nivel mais baixo, o do mar – ainda estava fechada a partir daquele ponto devido às chuvas recentes. Na foto abaixo é possível ver os “X’s” que a menina do centro de informações fez sobre a trilha azul, também é possível ver que existem inúmeras trilhas na região, se você gosta de trilhas o parque nacional das Cinque Terre também pode ser sua praia.

Trilhas nas Cinque Terres

Assim, de Manarola fomos até Corniglia de trem. Novamente, em poucos minutos estávamos lá.

Corniglia – Cinque Terre

Corniglia é a única das Cinque Terre que fica no alto por isso, logo ao sair do trem, já é possível identificar um ônibus que faz o trajeto da estação ao centrinho da pequenina cidade. Li na internet que a cidade era de difícil acesso porque era necessário subir os degraus da estação até a cidade porém, o serviço de ônibus resolve esse problema. Corniglia de todas é a menor, caminhamos pelas lojinhas, paramos para um snack (foi a coisa mais próxima de pastel que cheguei em dois anos, amo pastel é uma tortura viver sem :), vimos alguns mirantes e voltamos à estação.

Nesse momento eram aproximadamente duas e meia da tarde e concluímos que seria possível sim visitar todas as terres em um único dia, fomos então em diração à Vernazza.

Vernazza é realmente muito bonita, na disputa com Riomaggiore e Manarola acho que levar a melhor por sua pequena praia ser mais espaçosa e pela formato da baia em sí. Nesse local existe uma preça central com muitos cafés, não resistimos ao dolce far niente + um café na pizza.

Vernazza – Cinque Terre

Depois do café visitamos as lojinhas e negócios da cidade e fomos para Monterosso al Mare. Montersso al Mare é a maior das cinque terre, se divide em praticamente duas parte. A praia ocupa um espaço grande e se você for em época de praia se programe para ficar uma horas por ali. Caminhamos bastante pelo promenade de praia, Monterosso tem uma grande parte plana. Com o final da tarde se aproximando decidimos que era hora de um aperitivo. Depois do aperitivo hora de voltar.

Acho importante deixar relatado de que foi tranquilo conhecer todas as cidades no mesmo dia. Ok, não fizemos nenhuma trilha além da caminhada pela Via dell’Amore, não pegamos praia porque ainda não estava tão quente para isso, não fizemos grandes paradas mas não passamos correndo pelas cidades, estávamos empre atentos aos horários dos trens para não perder tempo e retornamos à La Spezia por volta das 20:30 horas. Para fechar com chave de ouro o ideal teria sido ter retornado de barco e poder ter visto as cidades a partir do mar mas infelizmente o clima não permitiu.

Monterosso al Mare – Cinque Terre

Com o primeiro dia todo dedicado às Cinque Terre no segundo conseguimos fazer o mais longo dos bate-e-voltas, fomos até Santa Margherita Ligure e de lá até Portofino. A partir de La  Spezia foi 1 hora em trem regional até Santa Margherita Ligure e, da estação de trens desta cidade pegamos o ônibus até Portofino. Ficamos umas 2 horas em Portofino e voltamos para Santa Margherita onde ficamos mais algumas boas horas. Naquele dia voltamos à La Spezia à tardinha ainda à tempo de aproveitar uma feirinha de produtos locais que estava rolando no porto.

Portofino – Riveira da Ligura

O terceiro dia foi o mais tranquilo. Fomos de ônibus até Porto Venere, foram 20 minutos. Tanto a parada do onibus quanto o local onde compramos os bilhetes eram muito próximos do nosso B&B. Porto Venere é lindinha, um gioiello e merece uma visita. Alí fizemos tudo com muita calma, o tempo praticamente parou. Ao voltar para La Spezia ainda precisamos fazer um tempo no café onde tinham ficado nossas malas porque nosso trem de volta só partia às 19.

Portovenere

Esse relato não estaria completo se não falasse de La Spezia.  La Spezia foi uma surpresa no roteiro, uma cidade italiana de tamanho medio com muita coisa a oferecer. Nessa hora sempre me impressiono em observar como os italianos vivem bem e como a dolce vita está espalhada por toda a Itália.

Leia mais:

Anúncios

42 comentários sobre “Roteiro de 3 dias na Liguria – Visitando as Cinque Terre e Arredores

  1. kaigangNader disse:

    Olá bom dia Michelle,
    Eu e minha esposa estamos indo para europa semana que vem também.
    Entre os roteiros está Cinqueterre, já revirei seu post mas ficou uma dúvida.
    Vamos lá:
    Nossa estadia será em Riomaggiore, e não em la spezia como muitos fazem.
    Errei feio? Ficaremos só 2 dias.
    De lá vamos para Veneza, então ficou a dúvida. Pego um trem de Riomaggiore pela manhã para la spezia e pego um onibus para veneza? O que acha?
    Digo onibus pq os trens tem muitas trocas, e o ônibus é direto.
    Passagens de trens regionais se compra na hora?
    Estou vendo vamos nos ver em Londres, no dia 8, e dia 12 estaremos lá, te pago o café.
    Obrigado.
    Nader e Leila

    Curtido por 1 pessoa

    • planejandoaviagem disse:

      Olá Nader, não erraste feio não. As conexões são ótimas e provavelmente vais se hospedar em um local muito charmoso.
      Faça como falaste, pegue o trem até Lá Spezia e de lá o ônibus ou trem. Trem regionais podem ser comprados na hora sem problemas, já os de alta velocidade o ideal é comprar com antecedência pois os assentos são marcados.
      Realmente em trem, o trajeto duas trocas porém pelo que vi, tem um trem que faz em 4 horas. Eu acho um tempo otimo. Considere que vc sairá do centro da Itália até o norte, saindo do oeste para o leste. Nesse trecho que vi as trocar duram entre 12 e 15 minutos, e tempo suficiente para trocar de plataforma.
      Eu sou suspeita para falar pois acho a viagem de trem de alta velocidade mais confortável.
      Eu só pegaria o ônibus por questões de budget ou se o tempo de viagem fosse mais curto. Se vc tem receio das trocas podes comprar o trem de alta velocidade de Firenze a Veneza e um com calma, usando os regionais, até Firenze.
      Vc chegada em Londres no 12, e isso? Eu infelizmente volto para Dublin no 11, vai ser uma ida muito rápida a Londres, infelizmente. Mas saiba que fico super feliz de poder contribuir para “il suo viaggio per Itália”. Abbracci.

      Curtir

  2. adailton disse:

    Seria de mais importançia td isso : com preços de comidas e hoteis,pois isso sim tem mais importançia,pra quem náo é rico;

    Curtir

    • planejandoaviagem disse:

      Olá Adailton, tudo bem? Nos primeiros posts do blog não tinha muita experiencia e acabava não colocando o preço de tudo. O hotel custou na época em torno de 80 euros a diária. Acessando o link do post você pode ver o preço de acordo com as suas datas.
      As refeiçoes variaram muito, como também não sou rica, foi café da manha (combo café + corneto) 2,5 euros por pessoa, almoços simples (foccacias) em torno de 5 euros por pessoa e nos jantares gastamos em torno de 23,50 por dia o casal.
      Se quiser saber mais alguma informação fique a vontade, tenho todos os preços registrados na minha planilha de planejamento de viagem.
      Abraços e bom planejamento!

      Curtir

  3. Anna disse:

    Parabéns pelas excelentes dicas. Fiquei curiosa sobre o trem que você mencionou – FrecciaBianca de Roma à La Spezia. Entendi que ele oferece belas paisagens.Mas não é um trem rápido (ou é panorâmico?) ? Ainda assim é possível apreciar a paisagem ? Outra dúvida – você sabe se há um trem litorâneo que faz Monterroso até Roma ? Sabe se ele é de alta velocidade ou panorâmico ?

    Curtir

    • planejandoaviagem disse:

      Olá Anna, tudo bem?
      Ele é um trem de alta velocidade e realmente passa rápido pelas paisagens mas dá para ver numa boa, principalmente quando se aproxima perto de algumas localidades pois diminui sua velocidade. Ele não é um trem panoramico, naquele estilo trem panoramico Suíco, mas possui janelas grandes e nesse trajeto existem pouco túneis. Além disso ele é um trem que vai muito próximo ao mar, passando por Civitavecchia (porto turistico de Roma), Grosseto, Pisa e finalizando em La Spezia, outro porto. Existem momentos em que você vê o mar, mas não em todo o trajeto. De qualquer forma acredito que é o mais próximo do mar que se pode chegar de La Spezia a Roma. Já de Monterosso você terá obrigatoriamente que pegar o trem que passa pelas Cinque Terre e ir até La Spezia. Esse trem é o trem regional normal, também não é panoramico, mas ele é mais lento e a paisagem é linda.
      Abraços e obrigada pela visita!

      Curtir

  4. ronny emerson gomes disse:

    ola, buon giorno! estou indo em fevereiro, e me ajudou muito em decidir onde deixar minha Macchina noleggiata, porém estarei deixando ela no hotel e viajando nas Cinque Terre de treno, assim como vocês, qual o preço do biglietti, e se um bigliletti é válido para as cinco cidades???? obrigado e parabéns pelo post!

    Curtir

    • planejandoaviagem disse:

      Ciao Ronny, buongiorno ache a te!
      Sua pergunta é muito importante, jurei que tinha incluído os detalhes no post, irei atualizá-lo depois. Grazie mille!
      O ideal é comprares o Cinque Terre Card Treno, com ele você pode andar a vontade em todas as cidades. Nesse link você encontrará todos os detalhes.
      Buon viaggio! Arrivederci!

      Curtir

  5. Antonio disse:

    Bom dia Michelle… queria te parabenizar pelo seu bloog…
    sou do Brasil, eu e minhas esposa iremos fazer um Cruzeiro pelo mediterrâneo ocidental…
    no segundo dia estaremos em La Spezia por volta das 9:00 hs, e partiremos as 19:00hs… voce acha que conseguiremos conhecer as Cinque Terre neste breve período de tempo???

    Curtir

    • planejandoaviagem disse:

      Olá Antonio, tudo bem? Muito obrigada, fico feliz que tenhas gostado do blog. Com certeza vocês conseguiram fazer o passeio inclusive, acredito que dentro do próprio navio serão vendidos passeios do tipo e das mais diversas formas. Se forem fazer por conta fique atentos ao relógio. Abraços e um ótimo passeio!

      Curtir

  6. Thales disse:

    Ola Michelle,
    Adorei seu relato e suas dicas!!!
    Eu e minha esposa iremos à Italia em maio desse ano e gostaríamos de conhecer as Cinque Terre. Infelizmente nosso roteiro está bem apertado e só teremos um dia para essa região.
    Gostaríamos de pegar um trem em Florença pela manhã, chegando em Riomaggiore por volta de 9h da manhã, passar o dia visitando as cinco Cinque Terre e pegar um trem à noite em direção a Pisa.
    Você acha viável? Daria para, mesmo rapidamente, conhecer esse lindo lugar?
    Outra dúvida: você sabe se existem guarda-volumes nas estações de Riomaggiore ou La Spezia? Se existirem, sabe onde posso ter informações sobre preços e horários de funcionamento?
    Gratos,
    Thales e Mariana.

    Curtir

    • planejandoaviagem disse:

      Olá Thales, tudo bem?
      Que bom que gostaste do relato! Mil desculpas pela demora em responder, estou viajando então fica um pouco difícil. Que ótimo que vem para a Itália! Maio é um excelente mês para visitar as 5Terre, acho que se fosse eu não deixaria de ir. Conforme notaste no meu relato você conseguirá fazer em 1 dia no entanto será um dia cheio 🙂 Recomendo o deslocamento com o trem, assim se cansares podes voltar (ou mesmo ir) dormindo!! Recomendo que saias e volte para Pisa, de Pisa a La Spezia, em trem de alta velocidade, são 50 minutos. No entanto se fores sair de Florença, verifique bem os horários de saída dos trens regionais entre Florença e Pisa e tente encaixar aquele que logo ao chegar em Pisae permite que você vá com o trem de alta velocidade assim você já economiza uns minutos. Lembro de ter visito os guarda-volumes na estação de La Spezia. Pesquisando achei esse link ,”https://www.incinqueterre.com/it/how-to-arrive”, segundo eles existe sim “deposito bagagli” (como chamam os italianos) em La Spezia, parece que existia em Riomagiore mas não existe mais.
      Existem algumas informações de preço no link acima. Em relaçao ao horaria de funcionamento, infelizmente, encontrei somente o da bilheteria nesse link aqui: http://www.trenitalia.com/tcom/Treni-Regionali/Liguria/Servizi-in-stazione-Liguria.
      Espero ter ajudado, um ótimo planejamento de viagem para você e sua esposa!

      Curtir

  7. Sérgio Farias disse:

    Oi Michelle, somos de Recife, temos um grupo de Bike, o https://www.facebook.com/pedalamundo/ , depois de 4 viagens a Europa, agora resolvemos conhecer um pouco a Itália, claro, sabendo que no nosso roteiro, nem sempre faremos em cima da “magrela”.
    Chegaremos em Pisa 15:30h numa terça-feira de novembro, vindos todos de Paris, não tínhamos incluído “Cinco Terras” até ler tua postagem, a dúvida seria, possível sair pela manhã de Pisa, ir até La Stezia, entrar num trem e conhecer “Cinco Terras”, ou seja, um “bate volta” Pisa/Cinco Terras? Também se é fácil trem para Florença?
    Desde já, muito obrigado pela oportunidade de poder incluir essa linda região em nosso roteiro.

    Curtir

    • planejandoaviagem disse:

      Olá Sergio, acho muito legal essas viagens de bike. Quem sabe um dia não encaro uma 😉
      Em relação a sua dúvida, é tranquilo fazer Pisa/5Terre em um dia porém volte para Pisa e não para Florença porque as conexões de trem entre La Spezia e Florença não são boas.
      Fico feliz que tenham incluído no roteiro depois de ler meu relato, no entanto em novembro pode estar frio e chuvoso por lá. Como não sei se vocês estão em dúvida entre as 5Terre e outros locais achei melhor avisar. Abraços!

      Curtir

  8. Marinei disse:

    Boa tarde!

    Por gentileza,para chegar até La Spezia saindo de Chicago teria que voar até Roma ou Milão?
    Agradeço sua ajuda.

    Att
    Marinei

    Curtir

    • planejandoaviagem disse:

      Ola Marinei,
      para chegar em La Spezia de trem Roma é melhor que Milão pois possui um número maior de saídas diárias.
      Outras cidades que possuem excelentes conexões por trem são Pisa e Genova. Talvez você consiga encaixar alguma delas como destinho final do seu voo desde Chicago.
      Abraços.

      Curtir

  9. Andrea Klein disse:

    Oi Michelle, sou gaúcha de POA, fazendo minha primeira viagem para a Itália. Elaboramos um roteiro, o marido e eu, mas agora fiquei meio perdida, se puderes me dar alguma dica seria legal. Chegamos por Veneza, onde ficaremos 3 dias. De lá conhecer Verona e dormir na Bologna. No dia seguinte Bologna-Modena- Bologna. Acordar, conhecer, e dormir em Firenze. Pensei em passar o dia em Firenze e dormir em Pisa. Conhecer Pisa, Lucca e ir dormir em La Spezia. Queria ir até Assis, mas acho que terei de abrir mão, já que no dia seguinte preciso estar em Roma, onde fico três dias e depois parto para Turim. E também gostaria de conhecer as Terre. O que me sugeres, já que preciso escolher? Não sei pelo que optar. Obrigada e abraço!

    Curtir

    • planejandoaviagem disse:

      Oi Andrea, tudo bem? Não sei extamente quantos dias terás mas minha sugestão para viabilizar a ida as Cinque Terre é que uses Pisa como base tanto para as 5Terre quanto para Firenze. Dessa forma evitas trocares muito de hotel o que gera economia de tempo.
      Da estação ferroviária de Pisa partem trens de alta velocidade tanto para La Spezia quanto para Roma. Chegando na estação ferroviária de La Spezia você pega o trem para as 5Terre.
      Dessa forma acho que ficaria mais ou menos assim:
      – 3 noites em Veneza
      – 2 noites em Bologna (Verona/Bologna e Modena)
      – 3 noites em Pisa (Firenze, Pisa/Lucca, La Spezia/5Terre)
      – 3 noites em Roma
      Para ires até Assis terias que ter uma dia a mais e o ideal é fazeres esse day trip a partir de Roma.
      Bom, era isso. Se precisares de algo mais entre em contato. Bom planejamento pra ti!

      Curtir

  10. Ricardo Dellai disse:

    Gostei das suas dicas. Vi que a via dell´amore está fechada entrei em contato com o consorzio que a administra e não me deram previsão.

    Achei legal o bate volta de roma a pisa.

    Não me ligo em pinturas e esculturas, gosto de cinema.

    Fiz um roteiro de 14 dias:

    Milão cenacolo – duomo – castelo sforzesco – galeria vittorio 1 dia
    Lago di garda quero fazer bate volta de milão 1 dia
    Lago di como bate volta tb de milão 1 dia
    Torino museu egyzio e do cinema 1 dia
    Verona 1 dia
    Veneza e conhecer murano e burano 2 dias
    Modena Museu da ferrari 1 dia
    Firenze Samgimignano 1
    Pisa 1 dia
    Cinqueterre 1
    Roma 3 dias (sendo 1 dia para o cinecittà 1 dia para piazzas coliseu e fontana di trevi 1 dia para o vaticano).

    Se você tiver algumas sugestões agradeço desde já.

    Penso em aumentar Roma para 4 ou 5 dias e fazer o bate volta para pisa e cinqueterre pode ser interessante pelo seu relato acima.

    Cordiali Saluti.

    Curtir

    • Ricardo Dellai disse:

      EStou achando bem corrido o meu roteiro vou fazer tutto di freccia passagem por 9 euros não dá para perder.

      Cari Saluti.

      Curtir

    • planejandoaviagem disse:

      Oi Ricardo, seu roteiro esta bem agressivo 🙂 com muitos deslocamentos, o que envolve tempo para se locomover e trocar de hoteis. Cuidado com o barato q sai caro.
      Com 14 dias (desconsiderando chegada e partida), eu dividiria em grupos e faria bate e voltas.
      3 noites em Milão (1 dia Milão, 2 dias de day-trips e no 4° dia ida cedo para Veneza)
      2 noites em Veneza (4° e 5° dia em Veneza, no 6° dia ida a Pisa/Firenze com parada em Verona)
      4 noites em Pisa (chegada no 6° dia à noite, dia 7 em Firenze, dia 8 day-trip San Gimignano, dia 9 5Terre, dia 10 Pisa e Lucca)
      4 noites em Roma
      Como vc vê já está bem apertado e não consegui encaixar Turim e Modena.
      Algumas pessoas fazem day-trip em Veneza a partir de Milão. Essa pode ser uma opção.
      Abraços e bom planejamento

      Curtir

      • Ricardo Dellai disse:

        Obrigado pelo retorno gaucha minha namorada é de Santa cruz do sul rs e como vc já conhece bem a região me deu uma luz.

        Realmente ficou apertado não abro mão do museu do cinema e egyzio in turim, da ferrari em modena e cinecittà em roma estas são as prioridades. Agora vou ter que dar um corte no resto.

        5Terre a via dell´amore continua fechada se quando estiver aí continuar irei deixar de lado.

        Pisa irei passar entrar na torre tirar fotos e arrivederci acredito que algumas horas bastam. San gimignano irei dar uma passada para tomar o sorvete do dondoli.

        Agora o resto se der vai ser lucro, pois tb não quero ficar pregado.

        Firenze achei bem caro os hotéis em veneza mestre consegui um 4 estrelas com café da manhã e wifi por R$ 250 diária em roma e milão idem agora em firenze sem chance.

        Estou cogitando em fazer bate volta em pisa e san gimignano e depois seguir para outra cidade.

        Cordiali Saluti.

        Curtir

      • planejandoaviagem disse:

        Oi Ricardo,

        é isso mesmo, tens que priorizar o que preferes. Esse é o grande barato: fazer a viagem a nossa cara!

        Para Turim o pode fazer bate-e-volta de Milão.
        Modena é perto de Verona em distancia mas o trem é demoradinho. Poderias ficar menos tempo em Veneza, ou mesmo fazer bate e volta, e utilizar Bologna como base para Modena e Verona (não imagino que abras mão de Verona já que gosta do cinema).

        Se fores mais no inverno não recomendo as 5Terre. Priorizando acho que é um bom corte no roteiro. Alem disso, em se tratando de Italia, sempre tem uma segunda vez 🙂

        Pisa e San Gimignano estão em direções opostas e o trem não chega em S.G. Para fazer ambos no mesmo dia recomendo alugar um carro.

        A alternativa/dica dos italianos aos preços altos dos hotéis em Firenze é Prato, segundo eles mais barata e menos turista. Infelizmente não conheço.

        Em Firenze fiquei no Balcony (muito simples, mas bom e bem localizado), no Giglio (pouco mais afastado), no Hotel Corte Dei Medici (em frente a rua q tem o mercado diário, meio caotico durante o dia mas bom custo beneficio) e recomendo a concorrida cadeia B&B Hotels (um pouco longe do centro).

        Abbracci e in bocca al lupo con la pianificazione del tuo viaggio!

        Curtir

      • Ricardo Dellai disse:

        Esqueci de te falar são 14 dias líquidos já descontei os 2 dias de viagem que dão 16 dias no total.

        Cari Saluti.

        Curtir

      • Ricardo Dellai disse:

        Grazie mille per la risposti.

        Sem dúvida muito melhor fazermos o roteiro ainda mais, o tipo de atração de que gosto é muito difícil encontrar uma agência de viagem che faccia tutto questo. Fora o preço da passagem que consegui é praticamente de graça foi uma promoção da Ibéria, mesmo não sendo muito recomendada valeu pelo preço custou R$ 542 ida+volta.

        Io vado arrivare per milano i voltare per Roma.

        Já faz 2 anos que planejo esta viagem estive em londres e o avião da British embicou de frente para a itália, neste momento fiz uma promessa que o próximo país que iria conhecer seria a bella itália. Em londres só comi na rede de restaurantes bella itália.

        Comprei o livro tô indo para itália ajudou muito também e o guia visual da folha de são paulo.

        Os hotéis em firenze percebi que são bem caros mesmo, mais do que veneza mestre, milão e roma onde consegui bons hotéis 4 estrelas na faixa de R$ 250 diária com café da manhã e wifi achei barato. Agora em firenze isso é impossível de conseguir.

        Recebi a dica da lucanda in firenze ma non c`è se é muito cedo ainda, já não tem vagas per maggio.

        Io vado in maggio inizio e segundo dizem é a melhor época por que é primavera espero ter escolhido bem a época.

        Em firenze estou cogitando em ficar numa casa de família tem uma pessoa lá muito bem recomendada que é guia turística acho que melhor opção não há.

        O que gosto mais do planejamento è che posso usare mio italiano.

        Italiano assim como o português são derivados do latim e as línguas são muito parecidas. Assisto muito a RAI qui passou uma série de programas che si chiamava Road in Italy mostrou lugares troppo bellos tipo Polignano A Mare, pena que o acesso sempre è dificile a nós simples turistas.

        Sinto que a Itália precisa investir muito em turismo coisa que não o fazem, deveriam aproveitar a crise. Não pretendo alugar carro, pois sei que o trânsito é caótico.

        Esta sua idéia de Bologna pensei nisso ontem a noite usa-la como base, tem um hotel bom e barato rede mercure perto da stazzione muita gente fala mal, mas é um mercure o problema são sempre os ciganos. Estes são bem conhecidos e já recebi diversos alertas para tomar cuidado com eles.

        Irei usar somente os trenos freccia ou expressos passagens por 9 euros promocionais acho imperdível.

        Estou gostando bastante do jeito dos italianos, aqui nós temos outro esteriótipo deles que não são pessoas amigáveis, mas na prática não é o que estou vendo.

        Non c`è si è per che io parlo in italiano questo aiuda anche.

        Tem gente que foi para itália e só falou português i parlou troppo male di italy.

        A itália praticamente é um Brasil na europa, as construções aqui nos bairros do brás e mooca em são paulo lembra muito a itália principalmente o centro de milano i roma, os pioneiros que vieram para cá acredito que tinham muitas saudades da terrinha e fizeram uma mini italy aqui em são paulo.

        Desculpa pelo texto longo, mas gostei muito do seu blog e me senti no dever de detalhar mais sobre mia viaggio.

        Pisa eu quero tirar foto e entrar na torre me deram a dica para descer na estação San Rossore que é pertinho dá para ir a pé, em Pisa Centrale fica longe. Acredito que não irei demorar muito em pisa no máximo umas 3 horas.

        Buona fortuna per ti.

        Cordiali Saluti.

        Curtir

      • planejandoaviagem disse:

        Ciao Ricardo! Obrigado por compartilhar suas experiências e seu planejamento. A serie Road Italy vc pode ver pelo YouTube. Concordo que é show apesar de meio americanizada. Eu fiquei nesse mercure de Bologna, se quiser dá uma olhada no post de Bologna. Abbracci!!!

        Curtir

  11. Maria Luzia Martinez disse:

    Michelle, Gostei muito do roteiro de 3 dias pela Liguria…
    Somos 2 casais de mais de 60 anos, vamos descer de Milâo para Firenze e Roma passando pela Liguria, queremos visitar tudo isto, mas estamos com duvidas se ou quais trechos de carro, onde sediar p/ deixar malas, enfim…sem nos cansarmos muito…Pode nos ajudar?
    Grata, Lu Martinez

    Curtir

    • planejandoaviagem disse:

      Ola Maria Luzia, que bom que gostastes. Eu recomendaria o carro apenas em Firenze, caso queiram passear pelas cidades da Toscana e mesmo assim, cidades como Lucca ou Pisa, podem ser acessados facilmente com trem, o que já não é muito válido para Siena. Faria todos os demais trechos de trem de alta velocidade. Em relação as malas é sempre possível deixar nas próprias estações de trem. Poderiam fazer isso em La Spezia caso queiram ficar somente um dia nas 5Terre. Porém imagino que em todos os demais destinos fiquem mais de uma noite e que nesse caso as malas ficariam nos próprios hotéis.Abraços e se precisar de algo mais estou às ordens.

      Curtir

  12. Ligia Jácome Formiga disse:

    Oi Michelle.Adorei seu relato pela Liguria.Estou pensando em incluir em minha nova viagem a Itália no inverno mas não estou muito certa disto.Só posso viajar no final do ano e início do ano subsequente OU SEJA inverno europeu!!!Tenho 20 dias (23 de dez a 13 de jan )e planejo uma slow travel,slow food,com a maior parte do tempo pela Toscana de carro.O que acha de passar os últimos dias em outra localidade italiana?Seria viável este seu roteiro da Ligúria?como costuma sero o clima no inverno?sugere outro lugar?queria começar a viagem por um lugar e acabar em outro para aproveitar muito bem minhas férias.
    Aguardo suas preciosas dicas que já me ajudaram muito na última viagem !!!Desculpe ,não quero abusar de sua generosidade!
    Lembranças carinhosas da amiga brasileira
    Ligia

    Curtir

    • planejandoaviagem disse:

      Oi Ligia, tudo bem!
      É sempre melhor chegar(aéreo) por uma cidade e sair por outra, assim se otimiza o tempo.
      No entato se suaviagem é slow-slow talvez esse não seja o seu caso.
      Não acho o inverno a estação ideal para a Liguria, mas também não é ideal para a Toscana. Então não vejo porque não ir.
      Na Toscana é provável q esteja mais frio e com maior possibilidade de neve do que proximo ao mar na Liguria.

      Outros sugestões de passeios são:
      – Um pulinho até a Umbria: Assis é muito bonita e vale a visita.
      – Cidades maiores também são boas pedidas no inverno como Bologna, Verona.
      – Se estiveres pensando em voltar por Milão podes ir até lá e de repende aproveitar para curtir uma estação de esqui/cidade alpina com banhos termais.
      Bormio pode ser uma opção bacana.

      Além disso na Toscana também existem muitos banhos termais a disposição, é uma ótima pedida para o inverno. Separei algumas para vc dar uma olhada.
      Terme del Calidario (Venturina), Terme di Casciana (Pisa), Grotta Giusti Terme (Pistoia).

      Abraços!

      Curtir

  13. Ligia Jácome Formiga disse:

    Bom dia Michelle.Seus comentários vieram a calhar para mim pois estou organizando minha próxima viagem a Itália que será este ano e estou pensando em inclui as Cinque Terre.Vou ler com carinho o seu texto e talvez faça contato com você para mais informações.
    Lembranças e um ótimo dia.
    Ligia

    Curtir

Deixe aqui seu comentário ou dúvida

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s