Verona – A cidade mais romântica da Itália

Com o dia dos namorados se aproximando no Brasil, na Itália se comemora no San Valentino em 14 de fevereiro, pensei: Por que não escrever sobre aquela que deve ser a cidade mais romântica da Itália? Assim, esse post vai contar nossa passagem “de algumas horas” por Verona, a cidade que vive do mito de Romeu e Julieta.

A cidade é uma graça, embora para os parâmetros italianos seja uma cidade mediana, entre as 15 maiores da Itália e com aprox. 250 mil habitantes, o centro histórico é pequeno. Como citei acima, passamos algumas horas por lá e conseguimos conhecer bastante. O motivo de ter passado pouco tempo foi porque aproveitamos o tempo entre uma conexão de trem e outra para fazer esse passeio. Não tínhamos planejado essa parada em Verona, na verdade era a volta de uma semana de esqui em Val Gardena e ao olhar as passagens de volta vi que tinha esse intervalo de tempo e pensei: será que posso fazer um pit-stop/tour por Verona?

Chegamos na estação ferroviária, deixamos as malas no lef luggage bag/deposito bagaglio e, em frente à estação, pegamos o ônibus para o centro. Naquele dia era domingo e os horários dos ônibus eram mais espaçados. Demorou um pouquinho para chegar, uns 10 minutos, e o trajeto até o centro demorou mais  ou menos a mesma coisa. A estação dista aprox. 15km do centro, então recomendo o ônibus. É rapidinho.

Descemos do ônibus em frente ao principal cartão postal da cidade, a famosa Arena de Verona, na Piazza BRA, o coração da cidade. A Arena é um dos redutos mais importantes da música lírica no mundo.

A Arena e a Piazza Bra

A Arena e a Piazza Bra

Pegamos o ônibus nesse mesmo local, porém no sentido oposto, para voltar à estação.  No total acho que ficamos umas 4 horas rodando por Verona. Para conferir a programação da Arena, clique aqui!

Continuar lendo