Carcassone e sua Cidade Medieval – uma das mais conservadas de toda a Europa

Já tinha passado algumas vezes próximo a Carcassone e ainda não tinha tido a oportunidade de visitá-la. Foi somente esse ano, com a praticidade de voos diretos a partir de Dublin, que tirei a cidade da minha lista de desejos de viagem. A parte antiga da cidade, chamada Cité (cidadela) de Carcassone, é uma das cidades medievais mais bem preservadas da Europa. Ela foi restaurada em 1857 e desde 1997 esta na lista dos Patrimônios Mundiais da Unesco, dito isso, acredito que não precise falar muito mais não é mesmo?

Carcassone – foto By Chensiyuan – Own work, CC BY-SA 4.0.

Continuar lendo

Anúncios

Biarritz – Praias, Surfe e Gastronomia

Biarritz entrou no mapa do turismo quando o Imperador Napoleão Terceiro e sua esposa construíram uma propriedade de verão na cidade. A propriedade é até hoje um dos pontos altos de Biarritz e foi convertida em um hotel de luxo, o Hotel Du Palais (imagem abaixo).

Biarritz – Hotel Du Palais (foto: Hotel Du Palais)

No início do século 20 chegaram os cassinos e em 1957, quando um californiano decidiu pegar onde em Biarritz, a cidade ficou conhecida como o primeiro destino de surfe da Europa, atividade que hoje em dia um dos maiores atrativos da cidade.

Continuar lendo

San Sebastian e Biarritz – Dicas de viagem pelo País Basco

Fazia muito tempo que queria conhecer uma região da Espanha chamada País Basco (Pais Vasco em Espanhol e Pays Basque em Francês). A ideia inicial era visitar a Espanha mas como não encontrava voos diretos nas datas que precisava a França (Biarritz) entrou no roteiro. Dessa forma San Sebastian e Biarritz foram as cidades que escolhermos para conhecer um pouco mais do País Basco. Ambas as cidades são muito bonitas e ao mesmo tempo em que possuem suas particularidades também possuem elementos da cultura Basca em comum o que tornou a viagem mais interessante ainda. Adorei essa dobradinha!

San Sebastian – Centro visto a partir de Gros

Continuar lendo

Viagens de Esqui: O que levar na mala quando for esquiar

O objetivo deste post é listar aquilo que entendo que não pode faltar na sua mala ao planejar uma viagem de esqui. Escreverei sobre as roupas e acessórios que são importantes, alguns indispensáveis, para garantir sua tranquilidade enquanto desfruta sua temporada na neve. Quando falo que não pode faltar na mala não interprete isso como “tenho que comprar tudo antes de esquiar” mas de repente planeje uma parada para umas comprinhas antes, tente emprestar de um amigo, tenha claro quais seriam alguns substitutos adequados e o que se deve/pode alugar nas estações de esqui.

Eu sei que sei a temporada de esqui 2016 no hemisfério sul já está na metade e esse post mais do que atrasado. No entanto, foram tantas dúvidas nessa temporada sobre o tema que já estava mais do que na hora escrever sobre ele. E de qualquer forma, muitas “semanas brancas” virão pela frente não é mesmo? Coisa boa!

Roupas para esqui - evolução

Roupas para esqui – evolução

Para facilitar vou dividir em itens de acordo com os membros do nosso corpo.

roupas e acessórios para esqui: Cabeça

Para proteger a cabeça a melhor coisa é o capacete. Demorei a incluí-lo na minha indumentária “esquiística” mas hoje o considero indispensável. Senti falta conforme meu esqui evoluiu e alguns tombos ficaram sérios.

Roupas para esqui - Capacete, gorros e lenços

Roupas para esqui – Capacete, gorros e lenços

Apesar da questão da segurança, o capacete também esquenta a cabeça e os ouvidos melhor do que gorros, lenços e protetores de orelha além de proteger mais da neve do que o gorro da jaqueta. A vantagem é que hoje em dia ele pode ser alugado com facilidade junto com seu equipamento de esqui. Então não tem desculpa 🙂

Continuar lendo

Aosta – Onde a Itália tem cara de França

Com a páscoa chegando resolvi escrever sobre meu destino na páscoa do ano passado, o Valle d’Aosta. Meu destino final era a Estação de Esqui de Pila e no caminho passei pela cidade de Aosta, capital da região Valle d’Aosta. Como Aosta é um ponto de parada para quem vai à Pila acabei passando algumas horas na cidade.

A Região do Valle d’Aosta é a menor região da Itália e fica literalmente encravada entre os maiores Alpes Europeus.

Mapa Valle d'Aosta (wikipedia)

Mapa Valle d’Aosta (wikipedia)

Aosta não tem um aeroporto comercial, assim a forma mais fácil e econômica de chegar, é voando até Turim e de lá ir até Aosta de ônibus ou trem. Uma outra opção, melhor para quem parte do Brasil, é voar até Milão. Tanto de Turim quanto de Milão o acesso à Aosta pode ser feito por trens ou ônibus.

Continuar lendo