Viterbo: Turismo e Bem Estar

Essa era para ser muito mais uma viagem de, como se diz por aqui, benessere (bem-estar, SPA, etc., confesso que não sei a palavra em português mais adequada) que de turismo propriamente dito. Porém, porque não unir o útil ao agradável? O objetivo inicial era conhecer as Termas dos Papas (Termi dei Papi), porém fui surpreendida pela cidade de Viterbo. E foi assim, aproveitando uma oferta do GroupOn, que fui parar em Viterbo, mais precisamente para La Quercia, província de Viterbo.

Comprei um pacote com direito a uma estadia em um antigo Monastério, transformado em hotel, jantar (daqueles no maior estilo italiano, antepasto, prosecco, primo, secondo e sobremesa) e, desconto de 20% na famosa Terme dei Papi.

O Hotel é simples pois apesar das 3 estrelas mantém muito da estrutura original do lugar, os quartos são grandes até demais e a mobília um pouco antiga porém o serviço muito bom. O único inconveniente foi a distância e o fato de que o transporte público não ajudou muito.

Hotel

Hotel – Pátio Interno

Hotel – A Porta de Entrada do nosso quarto. Enorme!

Hotel – Detalhe de um dos quartos

Quando vi a placa que fazia referência a uma estadia de um Papa, mesmo que por pouco tempo, fiquei pensando no que não carrega de história um lugar assim e fiquei feliz por ter escolhido esse hotel como opção. Sem dúvida um passeio diferente.

Basílica Madonna della Quercia

Viterbo não é tão pequena quando comparada às demais cidadezinhas italianas e, apesar de estar a menos de 90km de distância de Roma, de trem são aproximadamente 2 horas e 15 minutos de viagem pois são inúmeras as paradas intermediárias que são feitas. De qualquer forma a viagem é tranquila, a paisagem bonita e da estação de Roma Ostiense parte praticamente um trem a cada hora em direção a Viterbo Porta Romana. Já na estação Viterbo Porta Fiorentina, a poucos kms de Viterbo Porta Romana, chegam e partem apenas alguns trens.

Do centro de Viterbo o ônibus número 2 parte a cada 40 minutos em direção a Terme dei Papi e em horários variados para as demais localidades da região. Achei que o serviço funciona bem de segunda a sábado porém no domingo são poucos os horários disponíveis. Como optei por ficar nesse Monastério a 1,5km do centro nem preciso dizer que tive que usar o famoso expresso canelão por isso recomendo fortemente para quem vai sem carro e no domingo que fique no centro e verifique atentamente se os horários dos ônibus são convenientes para ir até a Termi dei Papi com antecedência porque a mesma não é tão próxima da cidade e um taxi pode sair carinho.

A ATAC, companhia de transporte publico de Roma, também liga Roma a região, nesse caso o trem parte da Piazzale Flaminio em Roma, próxima à Piazza del Popolo. Outra opção para quem está em Roma é usar o serviço de shuttle da Terme dei Papi eles fazem um bate e volta duas vezes ao dia de segunda à sábado.

Apesar de não tão pequena a também conhecida como Cidade dos Papas, foi sede do papado por 24 anos, não tem muitos pontos de interesse.  No centro antigo vale a visita ao bairro medieval. Cheguei até o bairro medieval atráves de uma das antigas portas da cidade que dá acesso a ele, a caminhada é bem tranquila.

Porta de Entrada para o Bairro Medieval

Bairro Medieval

Passando pelo bairro medieval segui na direção da colina de San Lorenzo para ter acesso à praça e Catedral de mesmo nome e à Loggia dos Papas. Dois Papas foram sepultados nessa catedral porém o túmulo de um (Alessandro IV) foi perdido com o tempo enquanto do outro (Giovanni XXI, único Papa de origem portuguesa) permanece até hoje. Depois disso é aquela mesma história de dar uma caminhada e se perder no centro histórico (ainda circundado por um grande muro) e novo centro.

 

Catedral de San Lorenzo

Interior da Catedral

Porta Catedral – detalha para a imagem dos Papas

Praça de San Lorenzo com a Loggia dos Papas ao fundo

Confesso que a cidade não me chamou tanta atenção de um ponto de vista turístico, a achei meio descuidada e decadente perto de tantas outras cidades que tive a oportunidade de conhecer (estou ficando exigente.. risos). Porém, verdade seja dita, você vai para uma cidade pensando que ela é próxima de Roma e será pequena e se dá de cara com uma muralha daquele tamanho. É de impressionar!

A maioria dos turistas não está ali em busca da sua história e sim em busca das suas águas sulforosas. Um dos lugares mais conhecidos é justamente a Terme dei Papi clique aqui para conferir o post. Além desse SPA existem lugares públicos onde é possível fazer os banhos (nesse link tem uma lista com os nomes porém em Italiano) o problema é que eles não são servidos pelo transporte público e nesse caso o ideal é fazer a viagem de carro. Além da Terme dei Papi o Hotel Saurus também tem um serviço parecido que une hospedagem e benessere.

A maioria dos hotéis da região têm convênio com alguma terma então é sempre importante se informar sobre descontos, isto é, você não precisa comprar a oferta do GroupOn como eu acabei fazendo…rs…

Leia mais:

Terme dei Papi

A Terme dei Papi (Termas dos Papas) é bem diferente daquilo que eu imaginava. Mesmo após ter visto o site e as fotos fiquei com a impressão de que o lugar tivesse um estilo mais rústico, acho que fiquei com o imaginario dos papas frequentando a região, e de antes deles, os romanos e etruscos. Porém, o que encontrei foi uma estrutura estilo década de 50 com uma grande piscina ao ar livre que, como disse meu namorado, lembrava o Brasil Tênis Clube da cidade natal dele, e, que coincidência!…rs… Da minha cidade natal também!

Então o que esperar do lugar que segundo muitos é o ponto mais comercial para curtir as propriedades das águas sulforosas da região? Eu sem dúvida acho que o que vale é a praticidade e a infra-estrutura. Cheguei por volta das 2 horas da tarde em Viterbo e naquele dia, até chegar no hotel, fazer o check-in, me deslocar ao centro para pegar o ônibus e tudo mais, acabei demorando para chegar na Terme dei Papi.

Sem dúvida se quisesse ter ido a um outro lugar já não seria mais possível pois os demais lugares não possuem o mesmo tipo de infra-estrutura e não ficam abertos até mais tarde. A infra-estrutura é ótima. Você chega e logo faz uma espécie de cadastro, eles então te dão um cartão ou uma pulseira que se parece com um pequeno relógio e, basta cruzar a catraca para entrar na parte onde fica o vestiário.

Ali, inúmeros armários que uma vez fechados com a sua pulseira ou cartão só podem ser abertos e reabertos por você, são colocados a disposição dos clientes assim como pequenos vestiários e os respectivos banheiros masculinos e femininos. Enfim, tudo muito prático!

Tive a oportunidade de ir até Budapeste nos Banhos Széchenyi e ali toda a estrutura de vestiário feminina era separada da masculina. Além disso, se você quizesse um pequeno local só seu para trocar de roupa, pagava um pouco mais e ia para uma outra estrutura.

Resultado: chegamos com uma única mochila e tivemos que dividir tudo às pressas, ainda bem que tinhamos sacolas plásticas para colocar as coisas.

Outro coisa simples porém muito boa e que me chamou a atenção é o túnel coberto no pequeno caminho (ainda bem!) do vestiário à piscina monumental. Isto é, você sai do vestiário direto nesse túnel que dá acesso a piscina. No próprio túnel ficam ganchos para pendurar roupas e toalhas e um pouquinho mais à frente a ducha já quente. Depois de superá-la basta ir entrando na piscina aos poucos descendo os degraus do túnel. Isso sim é benessere!

Fonte: tusciaweb.it

Foto Area da Termi dei Papi
Fonte: tusciaweb.it

Fonte:geosearch.it

Piscina Monumentale
Fonte:geosearch.it

No fim, independente da localização parecer descuidada, da distância de Viterbo (aprox. 4km) e da estrutura antiguada, o mais importante é que a qualidade da água é indiscutível. Além disso a piscina monumental, como é chamada, tem um tamanho bom, não é muito profunda e vai variando de temperatura e profundidade conforme a distância que você fica do ponto de saída da água. Ao redor da piscina é possível alugar cadeiras para pegar um solzinho ou apenas relaxar. Além disso o local oferece inúmeros serviços de SPA. Sobre eles não posso opinar porque me contentei apenas com a piscina.

Leia mais:

Roteiro em Roma – Sobrou Tempo?

Esse post será um post dinâmico. Pretendo evoluir essa lista de passeios menos convencionais em Roma e nos arredores de Roma conforme for conhecendo os lugares ou planejando minha ida até eles.

Isto porque, mesmo depois de um ano, ainda tenho uma wish-list de lugares a conhecer na cidade ou perto dela. As sugestões desse post serão de passeios interessantes mas que provavelmente não serão a prioridade daqueles que vêm pela primeira vez e/ou comr pouco tempo. Acho que ela é mais voltada para quem retorna , fica mais tempo ou possuí algum interesse específico.

Bom, clique nos links para acessar os posts, aqueles sem os links ainda estão em construção ou na wish-list:

outras atrações sugeridas em roma

OUTRAS ATRAÇÕES SUGERIDAS nos arredores de ROMa

ATRAÇÕES que valem um day-trip (bate e volta) a partir de roma

Quer ir mais longe ainda? Considere Nápoles, Pompéia ou mesmo Florença. Com o trem de alta velocidade se chega a Napoli ou Firenze em menos de 1 hora e 30 minutos. Nesses casos você vai mais longe e mais rápido. Para comprar os bilhetes com a TrenItalia confira esse post, outra opção é ir de Italo.