Roteiro Roma: Sexto dia – Ostia Antica e San Clemente

Sou suspeita para falar destes dois passeios em Roma. Esse é sem dúvida um dos meus dias preferidos deste roteiro de sete dias em Roma. Explico o porquê: Pompéia foi um dos lugares que conheci que mais me impressionou e Ostia Antica é praticamente uma “mini Pompéia”. Acho incrível você poder observar tão detalhadamente como era a organização dessas cidades romanas em uma época tão longínqua.

Em Ostica Antica então fica tudo mellhor porque a cidade é pequena e você consegue em mais ou menos 2 horas ter uma ótima visão de toda a cidade. É possível ver as termas, a basílica, as casas, o anfiteatro, a praça central, a estrutura do porto além de muitos afrescos, mosaicos e detalhes de uma cozinha. É um passeio que vale muito a pena e que foge do trivial em Roma. Recomendo muito caso não tenha nenhum outro sitio arqueológico no seu roteiro.

como chegar em ostia antica

Para ir até Ostia Antica se dirija até a estação do metro Piramide, linha B. Ali pegue que o trem que parte da estação Porta San Paolo em direção ao lido de Ostia. A estação Porta San Paolo fica conectada à estação Piramide do metro.

Em aproximadamente 30 minutos você estará na estação de Ostica Antica. Saindo dela basta caminhar em linha reta, cruzando a auto-estrada atráves da ponte para pedestres e logo você estará na entrada do sítio arqueológico (aprox. 5 minutos de caminhada).

O ticket custa 10 euros e no último domingo de cada mês é gratuito. Ostia Antica também é uma atração onde é possível utilizar a gratuidade do RomaPass. O sitio arqueológico fecha às segundas. Aqui você pode verificar os horários.

Ostia Antica - Anfiteatro

Ostia Antica – Anfiteatro

Ostia Antica - rede hidrica, afrescos, esculturas, mosaicos e ruas

Ostia Antica – rede hidrica, afrescos, esculturas, mosaicos e ruas

Se for verão, depois de Ostia Antica você pode ir até o Lido de Ostia para conhecer um pouco da cidade balneário, uma das principais praias frequentadas pelos romanos.

Se você não quiser ou se o tempo não permitir minha sugestão e de que você vá até a Basílica de San Clemente.

a basílica de san clemente

A Basílica de San/São Clemente é uma outra jóia da cidade que entendo que complementa esse passeio. A Basílica Superior, como é chamada a igreja atual – construída em 1108 – é uma das mais antigas de Roma e o destaque é um enorme mosaico dourado que mostra a crucificação. A entrada na basílica superior é gratuita.

Fachada Basílica de São Clemente

Fachada Basílica de São Clemente

Nos dois níveis abaixo (basílica inferior e terceiro nivel) as escavações também nos remetem a uma viagem no tempo como Ostia Antica. São mais de dois mil anos de história. Para visitar os andares abaixo a entrada custa 6 euros. Se você for visitar a basílica é importante estar atento aos horários de funcionamento. Eu muitas vezes dei com a cara na porta.

SUGESTÕES PARA ALMOÇO, CAFÉ, GELATO, APERITIVO E JANTAR

A via de San Giovanni in Laterano é um bom local para um aperitivo no final da tarde ou mesmo um jantar nos arredores do Coliseu. Gosto muito do Divin Ostilia Wine Bar e do Caffe Propaganda. Em frente a basílica fica a Tratorria Luzzi, indicada no roteiro do terceiro dia, caso não tenhas ido pode ser uma opção.

Para um bom gelato caminhe um pouquinho até a Ciuri Ciuri (via Labicana). Falei sobre ela no post que fiz sobre as gelaterias.