Nove dias entre a Suíça Francesa, Berna e Zermatt – Segundo dia: Montreux e Vevey

No post anterior dei algumas dicas de nosso segundo dia de viagem pela Suíça, mais especificamente dicas de viagem em Lausanne. No entanto, nosso segundo dia foi longo e se estendeu também a Montreux e Vevey. Assim esse post conta um pouco de como foi a segunda parte do nosso segundo dia na Suíça em Montreux e Vevey.

Chegada na Promenade em Montreux

Chegada na Promenade em Montreux

Conforme contei no post sobre Lausanne, saímos de Lausanne para Montreux por volta das 15 horas. De Lausanne a Montreux de trem a viagem é muito rápida, os trens passam a cada 15 minutos e levam 20 minutos até lá.

Continuar lendo

Nove dias entre a Suíça Francesa, Berna e Zermatt – Segundo dia: Lausanne

Lausanne foi o destino final do primeiro dia de viagem e também nossa base para conhecer a Suiça Francesa por três noites. Dessa forma esse post é dedicado à noite em que chegamos em Lausanne e ao nosso segundo dia de viagem, dedicado a explorar Lausanne.

Lausanne Capital Olímpica

Lausanne Capital Olímpica

Como chegamos à noite, foi só o tempo de achar o hotel (demorou um pouco, o relevo da cidade atrapalha a localização), fazer check-in e sair para jantar. Em nossa primeira noite na Suíça fomos direto enfiar o pé na jaca: fondue.

Não é que queríamos fazer isso exatamente desta forma porém também não foi um sacrifício🙂 Como contei no primeiro post da série sobre a Suiça, chegamos em plena páscoa e portanto, feriadão. Se quiséssemos conhecer o famoso Pinte de Besson tinha que ser no dia da nossa chegada pois nas outras duas noites em que estaríamos na cidade o restaurante estaria fechado.

Escolhemos o Pinte Besson depois de pesquisar em vários sites, blogs, Tripadvisor e afins. Eu recomendo, ele é muito tradicional. Tem sim uma atmosfera meio turística, mas também tem muito suíço que frequenta o lugar. Fomos de Fondue Moitie-Moitie (meio-a-meio), nesse caso 50% queijo Gruyere e 50% queijo Vacherin. Que loucura!

Fondue no Pinte Besson em Lausanne

Fondue no Pinte Besson em Lausanne

Pedimos somente uma porção (que eles consideram para uma pessoa – foto acima), como acompanhamento pedimos uma salada (que era bem simples) e de sobremesa um sorbet de frutas vermelhas divino. Esses pratos e duas taças de vinho branco nos custaram 49 CHF (Francos suíços). Não foi a refeição mais econômica da minha vida porém foi na Suíça, em um local tradicional, com serviço atencioso (apesar de ninguém falar inglês) e comida de excelente qualidade.

Continuar lendo

Nove dias entre a Suíça Francesa, Berna e Zermatt – Primeiro e último dia: Genebra

Foto post com alguns detalhes do nosso primeiro e último dia na Suíça, ambos em Genebra. Como contei no post inicial dessa série de posts sobre nossa viagem pela Suíça Francesa, Berna e Zermatt (acesse o post aqui), Genebra foi o destino inicial e final dessa viagem e esse post é o das seis horas que passamos no dia em que chegamos e das outras seis que passamos um dia antes de pegarmos o voo de volta para Dublin.

Chegamos em plena sexta-feira santa com milagrosos 25 graus em Genebra. O clima estava tão fora do padrão que quem nos deu a notícia foi o próprio piloto do avião. Genebra é uma cidade pequena e o aeroporto minúsculo. O clima na chegada era de feriadão de esqui. No aeroporto pipocavam plaquinhas de transfer para todos os destinos famosos de esqui da Suíça. Muito alto astral! Queria poder ir para todos aqueles lugares.

Genebra - Quay du Mont-Blanc com o Monte Saleve ao fundo

Genebra – Quay du Mont-Blanc com o Monte Saleve ao fundo

Muitas famílias e grupos de amigos por toda a parte, todos encasados, embotinados e com seus devidos equipamentos de neve. Todo mundo passando muito calor na realidade… kkkk. Nós, que não queríamos pagar o ágio da Páscoa na montanha, decidimos subir a mesma só depois que o feriado acabasse. Dessa forma, ficamos três dias (a sexta-feira santa, o sábado e o domingo) passeando pela Suíça Francesa e por Berna.

Continuar lendo

Páscoa na Suíça: Nove dias entre a Suíça Francesa, Berna e Zermatt

Finalmente escrevendo sobre a viagem pela Suíça que tive a oportunidade de fazer na Páscoa deste ano de 2016. Nunca tinha visitado a Suíça e estava adorando a oportunidade de conhecer a famosa terra dos chocolates suíços (e muito mais!) em plena Páscoa. O grande motivador desta viagem foi novamente o esqui. Eu e meu namorado queríamos muito, mas muito, esquiar em Zermatt. Como já escrevi diversas vezes aqui no blog, sempre que fazemos uma viagem de esqui temos por hábito conhecer alguma capital, cidade ou região de interesse próxima ao local onde iremos esquiar. Desta vez decidimos que iríamos fazer os pontos altos da Suíça Francesa e depois nos dirigíamos até Zermatt.

Souvenirs Suíça

Souvenirs Suíça

Nosso roteiro ficou assim: chegamos por Genebra, onde passamos o primeiro (e também o último) dia antes de no dirigimos até Lausanne; cidade que escolhemos como base. Em Lausanne ficamos três noites. No segundo dia de viagem exploramos Lausanne, Montreux, Vevey e Fribourg e no terceiro fizemos um bate-e-volta até Berna. No quarto dia fomos para Zermatt. Em Zermatt ficamos cinco noites.

Continuar lendo

Um Hammam em Marraquexe

Minha primeira vez, e por enquanto única, em um hammamm foi em Maraquexe no Hammam de La Rose. Contei no post inicial dessa série de posts sobre o Marrocos que, quase fiz o hammam em Istambul mas no decorrer da viagem acabei desistindo.

Em Istambul fomos em vários locais e a maioria não aceitava que pessoas do mesmo sexo na mesma sala. Eu e meu namorado optamos por fazer o hammam em Marrakesh pelo fato de podermos fazer o hammam juntos. No entanto, apesar de ser voltado para o turista, o hammam em Marrakesh é algo típico, que passa por todas as etapas e respeita a cultura milenar do hammam.

Hammam de La Rose - Fachada

Hammam de La Rose – Fachada

Conforme indicação da atendente, compramos o pacote que seria o de iniciação: hammam com sabão negro de eucalipto, seguido de esfoliação corporal com especiarias e finalizado com uma hidratação especial com óleo de rosas. O ritual todo teve duração de aproximadamente 1 hora e nos custou 23 euros por pessoa (250DHs). O hammam em sí demorou de 25 a 30  minutos.

Fizemos no segundo dia em que estávamos em Marrakesh, passamos algumas horas antes e reservamos o horário que nos era conveniente. Isso é uma informação importante, caso não tivéssemos reservado provavelmente não teríamos feito porque como o hammam é privado o número de atendimentos é limitado.

Bom, daqui para a frente vou tentar descrever como foi a experiência.

Continuar lendo