Dois dias e uma noite em Belfast

Post com dicas e roteiro de viagem em Belfast, capital da Irlanda do Norte. Belfast é um excelente day-trip para quem está visitando a ilha da Irlanda mas hospedado em Dublin. São muitos os que fazem o day-trip a partir de Dublin para a Irlanda do Norte com a finalidade de conhecer os famosos cenários do uber famoso Game of Thrones. Eu, como infelizmente ainda não vi a série (mas pretendo ver) optei por não visitar o lado “wild” do atlântico da Irlanda do Norte desta vez. Dessa forma o roteiro abaixo descrito, assim como as dicas de viagem, são específicas de Belfast, cidade que acho que não deveria ser deixada de lado em uma visita a Irlanda do Norte.

Giant's Causeway (foto: britannica.com)

Giant’s Causeway (foto: britannica.com)

Nossa viagem teve uma ajuda importante no planejamento, recebemos as dicas de um amigo irlandês que nos contou sobre a história do conflito entre os dois países e inclusive nos disse para que não fôssemos até lá no período em que se comemora a independência porque as coisas ainda costumam ficar quentes. Por esse motivo acabamos antecipando nossa ida.

Primeiro dia em Belfast

Após o check-in no Ibis Belfast Centro nos dirigimos ao centro da cidade sem compromisso. Nossa primeira parada seria o City Hall com o intuito de fazermos a visita guiada que é oferecida gratuitamente pela instituição.

City Hall

City Hall – fachada

Chegamos exatamente na hora que o passeio começava. A visita é guiada, rápida e instrutiva. Já ali você começa a entrar em contato com a história do próprio prédio, da cidade e de sua forte indústria naval que, no passado, foi responsável por colocar Belfast como destaque no mundo.

Continuar lendo

Roteiro de três dias em Copenhagen – Terceiro Dia

Depois de mais um excelente café no Baresso, partimos em direção a primeira atração do terceiro dia em Copenhagen/Copenhague: a comunidade/bairro de Christiania. Não sei como, mas nunca tinha escutado falar de Christiania, e olha que tive uma época meio “hiponga” na vida. Eu não sabia exatamente o que encontrar mas, queria ver com meus próprios olhos. É um modelo alternativo de ocupação e estava curiosa.

Christiania - casas

Christiania – casas

Christiania é uma comunidade com cerca de 850 habitantes e 34 hectares, ela fica bairro de Christianshavn em Copenhague. No coração da cidade. Foi fundada em 1971 por hippies, anarquistas, artistas e músicos que invadiram uma área recém-abandonada de uma base militar como forma de protesto ao governo da Dinamarca. Desde então a comunidade se estabeleceu e se organizou. São muitas pessoas morando lá e a lista de espera para morar é enorme. Todos querem um canto para chamar de seu em Christiania.

Continuar lendo

Roteiro de três dias em Copenhagen – Segundo Dia

Nosso segundo dia em Copenhagen começou com um café bem forte no Baresso do Shopping Fields de Orestad. Esse shopping ficava ao lado do hotel onde estávamos hospedamos: o Cabinn Metro (falei sobre ele aqui!). O Baresso é uma rede de cafés com um estilo Starbucks, Costa Café, Nero, etc. Ela está espalhada pela cidade e vale uma visita. Por recomendação da barista/atendente escolhi o danish roll, que em dinamarquês tem um nome impronunciável que está na foto abaixo.

Café da manhã no Baresso (café latte e grovsnegl)

Café da manhã no Baresso (café latte e grovsnegl)

 Aliás, que palavra não é impronunciável em dinamarquês? Que língua difícil. Nós até tentamos. Porém quando precisamos falar o nome da estação de trem onde queríamos ir tivemos que recorrer a uma plaquinha. Experimente: coloque a palavra Ørestad no Google translator e tente repetir (risos). Ah, só para tranquilizar, todos possuem um inglês impecável. Essa pessoa com a qual tivemos uma comunicação parte em dinamarquês e parte em inglês era um agente de limpeza da estação ferroviária. Que, aliás, foi muito atencioso ao nos ver com cara de “De onde será que parte meu trem?”.

Depois do café, partimos em direção a primeira atração do dia, o Mercado Gastronômico de Torvehallerne.

Mercado Gastronomico de Torvehallerne - fachada

Mercado Gastronomico de Torvehallerne – fachada

Continuar lendo

Roteiro de três dias em Copenhagen – Primeiro Dia

O primeiro dia de viagem por Copenhague ou Copenhagen começou no final da tarde. Devido a compromissos de trabalho precisei ficar algumas horas no hotel e só saímos para explorar a cidade à tardinha. Na primavera, já com o horário de verão na Europa, os dias são longos e isto foi uma vantagem. Informações sobre o hotel onde nos hospedamos e sobre o roteiro geral desta viagem pela Dinamarca você encontra no primeiro post da série, acesse aqui.

Assim, saímos do nosso hotel, o Cabinn Metro, com o metro em direção. No bairro onde estávamos hospedados o metro é de superfície porém ao nos aproximarmos do centro, o mesmo se torna subterrâneo.

Mapa transporte (metro e trens) em Copenhagen

Mapa transporte (metro e trens) em Copenhagen

Conforme é possível ver no mapa acima, saímos da estação de Orestad em direção ao centro, estação de Norreport. Em menos de 15 minutos estávamos no nosso destino. No mapa acima também é possível visualizar ambas as linhas do metro (em verde e amarelo), os trens regionais (em vermelho) e os trens operados pela DSB (em cinza).

Pegamos uma das saídas do metro e fomos dar direto na Rua Kultorvet e na praça da mesma. Uma graça a praça, muitas pessoas conversando nos cafés.

Praça Kultorvet na Old Town

Praça Kultorvet na Old Town

Passamos pelo local e paramos na esquina para uma boquinha no 7Eleven. Estava varada de fome e ainda tínhamos algumas horas até o horário da reserva para o jantar. Comemos uma espécie de cachorro-quente (parecido com os que temos no Brasil com uma salsicha enrolada no pão); coisa boa encontrar algo salgado de forma tão fácil para comer, em Dublin tenho a maior dificuldade, quase tudo é doce, o que é salgado é gigante, não exatamente um snack. Dois cachorros quentes no custaram 22 DKK (aprox. 3 EUR).

Continuar lendo

Cinco dias na Dinamarca – entre Copenhagen e Odense

Finalmente escrevendo dicas de viagem sobre a Dinamarca. Visitei Copenhagen (ou Copenhague) e Odense em maio de 2016 e ainda estava por escrever esse post. Esse ano tem sido especial em termos de viagem; fiz muitas viagens curtas e isso gerou um backlog de posts a serem escritos. Não estou reclamando não tá!? Mas gera ansiedade demorar a compartilhar essas trips aqui no blog. Ainda mais uma trip como essa! Não sei como ainda não tinha ido para a Dinamarca, demorei demais! Adorei ambas as cidades que conheci, Copenhagen e Odense. Poder conhecer um pouco da Dinamarca através dos olhos de uma amiga e de seu esposo dinamarquês não teve preço. Várias dicas!

Cupula Igreja de Marmore

Cupula Igreja de Marmore

Essa viagem para a Dinamarca foi minha primeira viagem para a Escandinávia e acho que isso influenciou no meu deslumbre. Tudo organizado, sinalizado, seguro, limpo, artístico e moderno. Achei Copenhagen vibrante; cheia de canais, espaços a céu aberto, parques e opções gastronômicas. Não esperava tanta mobilidade e que tantos se movessem com suas bicicletas, dá uma inveja “da branca” da qualidade de vida das pessoas. Odense também não deixa a desejar, para seu tamanho oferece muita coisa, fiquei impressionada, desde as opçoes de entretenimento e comércio, passando pela arquitetura. Vale no mínimo o day-trip.

Odense

Odense

Foi uma viagem muito tecnológica, tudo reservado com antecedência (até o bilhete do transporte público), excelentes sites de restaurantes (todos com reserva online), muitos apps. E para fechar com chave de ouro, o tempo estava excelente!

Graças às Ryanair, que nos deixou no aeroporto (vou contar essa história depois), ficamos seis dias na Dinamarca (o planejado eram cinco). O nosso roteiro de viagem pela Dinamarca ficou conforme abaixo. Clicando sobre o dia você acessa o post sobre aquele dia em específico.

Continuar lendo