Viagens de Esqui: O que levar na mala quando for esquiar

O objetivo deste post é listar aquilo que entendo que não pode faltar na sua mala ao planejar uma viagem de esqui. Escreverei sobre as roupas e acessórios que são importantes, alguns indispensáveis, para garantir sua tranquilidade enquanto desfruta sua temporada na neve. Quando falo que não pode faltar na mala não interprete isso como “tenho que comprar tudo antes de esquiar” mas de repente planeje uma parada para umas comprinhas antes, tente emprestar de um amigo, tenha claro quais seriam alguns substitutos adequados e o que se deve/pode alugar nas estações de esqui.

Eu sei que sei a temporada de esqui 2016 no hemisfério sul já está na metade e esse post mais do que atrasado. No entanto, foram tantas dúvidas nessa temporada sobre o tema que já estava mais do que na hora escrever sobre ele. E de qualquer forma, muitas “semanas brancas” virão pela frente não é mesmo? Coisa boa!

Roupas para esqui - evolução

Roupas para esqui – evolução

Para facilitar vou dividir em itens de acordo com os membros do nosso corpo.

roupas e acessórios para esqui: Cabeça

Para proteger a cabeça a melhor coisa é o capacete. Demorei a incluí-lo na minha indumentária “esquiística” mas hoje o considero indispensável. Senti falta conforme meu esqui evoluiu e alguns tombos ficaram sérios.

Roupas para esqui - Capacete, gorros e lenços

Roupas para esqui – Capacete, gorros e lenços

Apesar da questão da segurança, o capacete também esquenta a cabeça e os ouvidos melhor do que gorros, lenços e protetores de orelha além de proteger mais da neve do que o gorro da jaqueta. A vantagem é que hoje em dia ele pode ser alugado com facilidade junto com seu equipamento de esqui. Então não tem desculpa 🙂

Continuar lendo

Anúncios

Campo Felice

Campo Felice é uma pequena estação de esqui localizada na região de Abbruzo, na cidade de Rocca di Cambio na província de L’Aquila, e que dista poucos quilometros de Roma. Fui até lá três finais de semanas atrás e gostei bastante. Alguns dias antes tinha caído uma nevasca por todo o país e então estava super ansiosa para esquiar, o problema era que tinha só o final de semana e sendo assim, na linha do quem não tem cão caça com gato finalmente fui a Campo Felice.

Não sei porque mas acho que desprezava um pouco a região. Até então quando pensava em esquiar pensava no norte da Itália e tinha um pouco de receio com as estações próximas a Roma porque todos diziam que eram pequenas e muito cheias. Além disso, só no meu imaginário mesmo, parecia ser praticamente impossível encontrar um lugar com tanta neve a ponto de esquiar e, tão próximo a Roma. Ainda bem que mordi a língua e feio. Já no caminho, aproximadamente 40 minutos depois de ter saído de Roma, a paisagem começou a ficar branca e daí para a frente não parou mais, até culminar na paisagem do vale onde fica localizada Campo Felice.

Image

Vista do Vale com o detalhe para a estrada que praticamente corta a paisagem...

A estação é pequena são apenas 9 seggiovias que dão acesso as 21 pistas o que significa que fica tudo muito próximo. Perto do estacionamento ficam as lojas para aluguel de equipamentos então fiz tudo rapidinho e em poucos minutos já estava esquiando nas pistas lotadas de romanos. Sim! Estava cheio, tinha fila nas seggiovias e não era pouca porém, como já tinha controlado a expectativa, me diverti bastante. Achei o máximo ter conseguido esquiar e ao mesmo tempo ter dormido em casa!

Image

Detalhe para a fila em uma das seggiovias/lifts

Fui com um serviço de shuttle. O ônibus não era exatamente o que dizia no arquivo pdf, mas a viagem foi ótima. Gostei e recomendo até porque depois de um dia de esqui você fica tão cansado que acho uma ótima idéia poder dormir no ônibus na volta. A única coisa chatinha é que eles só fazem esse bate e volta no domingo.

Deu para matar a vontade de esquiar porém, como sempre, deixou um gostinho de quero mais e, sendo assim, criei coragem para ir até Roccaraso, também em Abruzzo, um final de semana depois (clique aqui para conferir o post).

Roteiro em Roma – Sobrou Tempo?

Esse post será um post dinâmico. Pretendo evoluir essa lista de passeios menos convencionais em Roma e nos arredores de Roma conforme for conhecendo os lugares ou planejando minha ida até eles.

Isto porque, mesmo depois de um ano, ainda tenho uma wish-list de lugares a conhecer na cidade ou perto dela. As sugestões desse post serão de passeios interessantes mas que provavelmente não serão a prioridade daqueles que vêm pela primeira vez e/ou comr pouco tempo. Acho que ela é mais voltada para quem retorna , fica mais tempo ou possuí algum interesse específico.

Bom, clique nos links para acessar os posts, aqueles sem os links ainda estão em construção ou na wish-list:

outras atrações sugeridas em roma

OUTRAS ATRAÇÕES SUGERIDAS nos arredores de ROMa

ATRAÇÕES que valem um day-trip (bate e volta) a partir de roma

Quer ir mais longe ainda? Considere Nápoles, Pompéia ou mesmo Florença. Com o trem de alta velocidade se chega a Napoli ou Firenze em menos de 1 hora e 30 minutos. Nesses casos você vai mais longe e mais rápido. Para comprar os bilhetes com a TrenItalia confira esse post, outra opção é ir de Italo.