Um Hammam em Marraquexe

Minha primeira vez, e por enquanto única, em um hammamm foi em Maraquexe no Hammam de La Rose. Contei no post inicial dessa série de posts sobre o Marrocos que, quase fiz o hammam em Istambul mas no decorrer da viagem acabei desistindo.

Em Istambul fomos em vários locais e a maioria não aceitava que pessoas do mesmo sexo na mesma sala. Eu e meu namorado optamos por fazer o hammam em Marrakesh pelo fato de podermos fazer o hammam juntos. No entanto, apesar de ser voltado para o turista, o hammam em Marrakesh é algo típico, que passa por todas as etapas e respeita a cultura milenar do hammam.

Hammam de La Rose - Fachada

Hammam de La Rose – Fachada

Conforme indicação da atendente, compramos o pacote que seria o de iniciação: hammam com sabão negro de eucalipto, seguido de esfoliação corporal com especiarias e finalizado com uma hidratação especial com óleo de rosas. O ritual todo teve duração de aproximadamente 1 hora e nos custou 23 euros por pessoa (250DHs). O hammam em sí demorou de 25 a 30  minutos.

Fizemos no segundo dia em que estávamos em Marrakesh, passamos algumas horas antes e reservamos o horário que nos era conveniente. Isso é uma informação importante, caso não tivéssemos reservado provavelmente não teríamos feito porque como o hammam é privado o número de atendimentos é limitado.

Bom, daqui para a frente vou tentar descrever como foi a experiência.

Continuar lendo

Anúncios

O mercado de comidas noturno na Praça Jemaa el-Fna em Maraquexe

Ir a Marraquexe e não conhecer a praça Jeema el-Fna é como ir à Roma e não visitar o Coliseu 🙂 A praça é o coração da Medina de Marrakesh, e é nela que tudo acontece.

De dia várias barracas de artesanato, homens com serpentes e tudo que é tipo de vendedor e figuras se espalham pela praça, no entanto, é a noite que ela brilha, quando o mercado de comidas noturno é montado. É impressionante a habilidade que eles possuem em montar e desmontar o mercado diariamente.

Praça Jemaa ef-Fna - Preparação do Mercado noturno de comidas

Praça Jemaa el-Fna – Preparação do Mercado noturno de comidas

O mercado de comidas da praça Jemaa el-Fna é uma experiência muito exótica dentro da experiência exótica que é visitar Marrakesh. Os padrões de alimentação e higiene destes povos são muito diferentes e deixam muitos de queixo caído.

Praça Jemaa ef-Fna - Mercado noturno de comidas

Praça Jemaa ef-Fna – Mercado noturno de comidas

Tenho que admitir que não é nada fácil encarar o mercado pela primeira vez. Todo mundo querendo vender de tudo para você e você lá meio perdido sem saber o que comer, como agir e por onde começar. O pessoal das barracas em geral é bem “vendedor”, te abordam, empurram cardápios, puxam conversa na sua língua e até cantam; enquanto isso você ainda está processando toda aquela forma de “organização” (mesmo que esteja acostumado a churrasquinhos de gato nas de noitadas pelo Brasil).

A primeira coisa que fizemos, sempre recusando com educação quando alguém nos abordava, foi nos situarmos. Andamos a feira inteira para descobrir quais opções de comidas existiam, se elas nos apeteceriam ou não, se algumas barracas eram mais cheias que outras, etc… Quando decidimos partimos para o ataque…risos.

A intenção desse post é escrever um pouco sobre as comidas que você vai encontrar por lá e dar dicas de algumas barracas já que por exemplo, em sites como Trip Advisor, é difícil encontrar essa informação em específico pois todas as barracas estão sobre uma única atração que é Praça Jemaa ef-Fna.

Continuar lendo

Bate e volta desempacotado de Marraquexe a Essaouira

Voltando a escrever sobre o Marrocos. Desta vez para contar um pouquinho sobre o bate e volta que fizemos de Marrakesh à Essaouira. Como comentei no primeiro post sobre essa viagem pelo Marrocos, adorei esse bate e volta! Foi dica de um primo meu, dica que achei imperdível e por isso passo adiante 🙂

Essaouira é uma gracinha! De um lado é parecida com Marrakesh já por outro lado é bem diferente. Ela também possui o centro moderno, a Medina, a cultura marroquina, os riads, os artesanatos e os comes e bebes típicos, mas, por outro lado, está na beira do Atlântico proporcionando o contato com o mar e boas opções gastronômicas. Sem falar que devido à colonização portuguesa a arquitetura é levemente diferente, o terracota dá lugar ao azul e branco. Um day-trip que vale muito a pena!

Restaurantes em Essaouira

Restaurantes em Essaouira

Continuar lendo

Dicas e informações sobre o planejamento da viagem pelo Marrocos (Marrakesh)

Nesse post quero escrever um pouco sobre o planejamento da viagem pelo Marrocos: sobre a escolha da acomodação (Medina ou Centro, hotel ou ryad), sobre traslado e locomoção em geral além de escrever algumas outras dicas e informações básicas que considero importantes sobre Marrakesh.

Hospedagem em Marrakesh – O Ryad onde nos hospedamos (Na Medina)

Na verdade não foi difícil definir que queríamos nos hospedar na Medina e em um Ryad, foi praticamente uma imposição minha, eh claro 🙂 A Marrakesh da minha expectativa tinha todas aquelas coisas exóticas e conforme você começa a pesquisar sobre hospedagem em Marrakesh os ryads são tão charmosos que é impossível resistir. Sem falar que também são, em geral, lugares pequenos onde você poder ter contado com as pessoas do local.

Ryad Nana - terraço

Ryad Nana – terraço

Optando por um Ryad você não tem escolha, 90% deles, talvez mais, estão dentro da Medina. O contrário também parece ser verdadeiro, quase todos os hotéis estão localizados fora da Medina. Ficando dentre da Medina você poderá fazer quase tudo a pé, ficando no centro e, dependendo da localização, pode ser conveniente utilizar um taxi. De qualquer forma tudo no Marrocos é muito barato e com os taxis não é diferente.

Continuar lendo

Roteiro da Viagem pelo Marrocos – Três dias entre Marrakesh e Essaouira

Será que posso solicitar uma licença poética e escrever Marrakesh ao invés de Marraquexe? Não sei o porquê mas não curto nem um pouco Marraquexe com “x”, acho estranho, prefiro a grafia em inglês mesmo (Marrakesh). Bom, isso posto, vamos ao post…risos.

África io io…, impossível não lembrar da música do Saulo (Raiz de todo bem). A primeira vez na África a gente nunca esquece. A ansiedade era grande. O Marrocos era mais um sonho antigo de viagem que finalmente tive a oportunidade de tirar da “planilha” em março deste ano. Mais uma trip onde tinha que cuidar o excesso de expectativa porque a vontade de conhecer era enooooorme. Marrakesh foi a cidade escolhida para chegar e partir em função da disponibilidade de voos a partir de Dublin.

 Marrakesh - Praça Jemaa El-Fna

Marrakesh – Praça Jemaa El-Fna

O mais legal de tudo foi que segui a dica de um primo, que viajou por diversas cidades do Marrocos por um mês, e consegui fazer um day-trip desempacotado até a cidade de Essaouira. Adorei a combinação!

02. Essaouira

Essaouira

No total foram 72 horas no Marrocos; três dias entre Marrakesh e Essaouira. Um número de dias/noites que achei adequado para a “intensidade” do país.

Continuar lendo