O lado Argentino das Cataratas do Iguaçu – Parque Nacional Iguazu (Roteiro de 4 dias pelas Cataratas – dia 4)

Esse post com dicas do passeio no lado Argentino das Cataratas do Iguaçu – Parque Nacional do Iguazu – é o quinto de uma série sobre minha viagem à região das Cataratas do Iguaçu. Todo o roteiro planejado para a viagem (antes da viagem) pode ser lido aqui enquanto o post do primeiro dia (Cuidad del Este) aqui, do segundo (Visita à Usina de Itaipu) aqui e do terceiro (O lado Brasileiro das Cataratas do Iguaçu) aqui.

Quem leu o post sobre a visita ao lado Brasileiro das Cataratas pode constatar que o dia foi super caótico em função da grande quantidade de pessoas que visitavam o parque naquele domingo de páscoa de 2014. Já a visita ao Parque Nacional Iguazu foi justamente o contrário, um “rio” de tranquilidade.

Deixamos para ir na segunda-feira, depois do domingo de páscoa, já que em São Paulo esse dia também era feriado e a quantidade de pessoas era bem menor. Sem falar que, não sei explicar o porquê e acho um pecado, muitos Brasileiros não visitam o lado Argentino do parque e, naquele feriadão, os brasileiros eram maioria disparada em todas as cidades da região pelas quais passamos.

Conforme falei no post sobre o lado Brasileiro, ali o passeio é um pequeno circuito encravado em uma encosta que culmina na imponente Garganta do Diabo. Durante esse circuito quase tudo que se avista são na verdade as quedas do lado argentino do parque. E é justamente por isso que acho que a visita ao lado argentino é imperdível, uma vez no lado de lá é possível ver todas essas quedas bem de pertinho em ângulos bem diferentes.

 Como chegar ao Parque saindo do Puerto Iguazu

Existe um ônibus de linha que faz o trajeto. Estávamos esperando por ele quando um taxista nos abordou e também a um outro casal oferecendo a corrida para os 4 pelo mesmo preço que custaria o ônibus para os quatro. Nem pensamos duas vezes, entramos no taxi e em torno de 20 minutos chegamos no local.

Na volta bastou comprar as passagens para o ônibus em um quichê logo na saída do parque. O ônibus nos deixou no centro de Puerto Iguazu.

 A Estrutura do Parque Nacional iguazU

Logo na entrada existe uma espécie de recepção onde os funcionários do parque mostravam todas as opções de passeios disponíveis.

Chegada no Parque Nacional do Iguazu

Chegada no Parque Nacional do Iguazu

Eles tinham o mapinha abaixo em tamanho maior nos cavaletes que aparecem na foto acima e o utilizavam para orientar os turistas.

Folder Parque Nacional Iguazu - circuito, trilhas e passeios, estações, etc.

Folder Parque Nacional Iguazu – circuito, trilhas e passeios, estações, etc.

Irei descrever o mapa acima no detalhamento das informações  do post para que você possa planejar melhor o seu dia/passeio. Conheci algumas pessoas – a maioria gringos – que dedicaram dois dias ao parque e só depois que fui até lá entendi o porquê. O parque é grande!

Muitos deles também tinham um problema: sendo americanos e australianos precisavam de visto para conhecer o lado Brasileiro e só se deram conta disso ao chegar lá. Impedidos pela burocracia dedicavam mais tempo ao lado Argentino. Que pena para o turismo brasileiro! Fecha parêntesis🙂

O parque é muito bem sinalizado, a infra-estrutura é excelente e a qualidade dos ciruitos é muito boa com mirantes bacanas e acessos bem construídos . Enfim, você se sente seguro. Os funcionários também são atenciosos.

Existem cafeterias/restaurantes próximos as estações assim como no cirtuito inferior. São boas opções para um lanche rápido. Adorei as empanadas!

Infra Estrutura - Parque Nacional Iguazu

Infra Estrutura – Parque Nacional Iguazu

Os Circuitos do Parque Nacional IguazU

Na imagem acima, scanneada a partir do folder que recebi na entrada do parque (desculpem a qualidade do material), é possível identificar todas as opões de passeios disponíveis.

Em azul podemos visualizar o Cirucuito Inferior (1400 m) dele é possível avistar as quedas, por eles chamadas saltos, desde a parte mais baixa delas. A partir desse circuito também é possível chegar até a Isla de San Martin, que possui um pequeno circuito – em amarelo na foto – e aproveitar a sua pequena praia quando o nivel da água está baixo. Nesse circuito é possível pegar o passeio Aventura Naútica.

Circuito Inferior - Parque Nacional Iguazu

Circuito Inferior – Parque Nacional Iguazu

Em vermelho está o circuito chamado Paseo Superior (600 m), nessa trilha é possível avistar muitas das quedas de cima e estar muito próximo a elas. É de tirar o fôlego!

Paseo Superior - Parque Nacional Iguazu

Paseo Superior – Parque Nacional Iguazu

O circuito mais acima está em laranja no folder. Ele começa cortando o parque por fora, por dentro da mata, e culmina no Paseo Garganta del Diablo. Para fazê-lo você deve tomar um trem da Estación Cataratas até a Garganta trocando de trem em Três Marias.  No Paseo Garganta del Diablo você fica muito mais muito próximo da Garganta e diferentemente do lado Brasileiro, você vê a queda de cima para baixo. É impressionante a força da água. Veja esse video!

As Trilhas do Parque Nacional Iguazu

Além dos circuitos existem também os senderos (trilhas). Logo na entrada o Sendero Verde (600 m) tem o objetivo de levar os visitantes até a estação Cataratas, local de onde se toma o trem para ir até a Estação Garganta (acesso aos Paseos Garganta e Ecologico). A partir dessa estação também se acessam os circuitos vermelho e azul.

Além dessa trilha existem a trilha do Macuco (3,5 km) e do Yacaratiá (parte do Paseo Gran Aventura).

Os Passeios do Parque Nacional IguazU

No lado argentino é possível fazer os seguintes passeios:

Paseo Aventura Nautica, aquele super emocionante que leva você para tomar um pequeno banho em baixo das quedas e dura em média 12 minutos.

Paseo Ecologico, que faz uma navegação desde a Estação Garganta do Diabo até a Estação Três Marias levando em torno de 30 minutos. O objetivo é apresentar a flora e a fauna do local. Uma tranquilidade!

Paseo Gran Aventura, um passeio mais completo que dura em torno de 1 hora e 30 minutos. Primeiro percore de carro os 5,5 km da trilha Yacaratiá e depois, em uma lancha rápida, percorre as correntezas do Rio Iguazu até culminar no banho em baixo das quedas assim como no Aventura Nautica.

Paseo Gran Aventura, Lado Brasileiro e Argentino

Paseo Gran Aventura, Lado Brasileiro e Argentino

No lado Brasileiro o equivalente ao Gran Aventura é o Macuco Safari, você pode conferir o video institucional do Macuco aqui.

Os Preços do Parque Nacional Iguazu

Quando estive lá em abril/2014, a entrada no parque custou em torno de 200 pesos. Por ser do Mercosul tive um pequeno desconto perante o valor cheio. O ingresso dava direto a todos os circuitos e também ao trem para acesso a parte superior do parque. Somente os passeios eram pagos.

Na ocasião, o Aventura Nautica custava 220 pesos, o Gran Aventura 45 0pesos e o Ecologico 100 pesos. Existem também os passaportes: o Verde (Ecologico + Aventura) custava 520 pesos e o Cataratas (Ecologico + Aventura Nautica) custava 300 pesos. Se depois de findado o primeiro dia você quisesse volta no próximo dia bastava passar na bilheteria na saída e revalidar o ticket para ter um desconto de 50% no segundo dia.

Era necessário pagar a entrada no parque em pesos. Também foi necessário apresentar um documento. No entado, para os desavisados, tinha uma casa de câmbio no local. O spread era alto porém melhor que perder a viagem não é mesmo?

O Roteiro que fizemos no Parque

Logo ao chegarmos na espécie de recepção verificamos as possibilidades de trilhas, circuitos e passeios. Como só tínhamos um dia e queríamos fazer todos os circuitos achamos melhor não contratar o Gran Aventura ou o Paseo Aventura Nautica naquele momento. Faríamos algum se sobrasse tempo até porque não estávamos muito empolgados para encarrrar as fortes emoções das quedas🙂

Acabamos comprando o Paseo Ecologico e fizemos o roteiro nessa ordem:

1 – Ida à Estacão Garganta em Trem (com parada em Tres Marias)

Estação Três Marias - Parque Nacional Iguazu

Estação Três Marias – Parque Nacional Iguazu

2 – Circuito Paseo Garganta del Diablo

Paseo Garganta del Diablo - Parque Nacional Iguazu

Paseo Garganta del Diablo – Parque Nacional Iguazu

Paseo Garganta del Diablo - Entrada Mirante e Mirante

Paseo Garganta del Diablo – Entrada Mirante e Mirante

Nem preciso dizer que você fica um pouco ensopado, não é mesmo? Filmar e fotografar é tarefa difícil. Que o diga o video acima e a foto abaixo.

Paseo Garganta del Diablo - lado Argentino das Cataratas do Iguaçu

Paseo Garganta del Diablo – lado Argentino das Cataratas do Iguaçu

3- Paseo Ecologico (descemos o Rio com o Passeo Ecologico ao invés do Trem)

Paseo Ecologico - Parque Nacional Iguazu

Paseo Ecologico – Parque Nacional Iguazu

4- Paseo Superior

Ciruito Inferior visto do Paseo Superior - Parque Nacional Iguazu

Ciruito Inferior visto do Paseo Superior – Parque Nacional Iguazu

5 – Circuito Inferior

Olha como a gente chega pertinho!

Fizemos tudo isso nas 6,5 horas que passamos no parque, chegamos por volta das 10:30 da manhã e voltamos no ônibus das 16:55. Fizemos pequenas paradas para almoço e lanche e e conseguimos apreciar tudo tranquilamento.

Achei que as trilhas são bem leves, diria que o circuito inferior é um pouco menos leve porque partes da trilha ficam molhadas e existem mais degraus e pedras então você tem que ter mais cuidado. Sem contar que se você deixá-lo para o final estará mais cansado nessa parte.

O bom de deixar esse o circuito inferior por último é que a partir dele você pode encarar o Aventura Nautica e depois encerrar o passeio, até porque você estará um pintinho molhado…hehe. A dica aqui é levar uma muda de roupa adicional para trocar depois. O lado ruim dessa estratégia é que quando você chega tarde ali não consegue ir até a Ilha de San Martin pois existe um número máximo de pessoas que a podem visitar diariamente. Para conhecer a ilha o ideal seria ter invertido a ordem ou ter chegado mais cedo.

Muita gente fala que um lado é melhor do que outro e inúmeras são as discussões entre os brasileiros sobre se o lado argentino deve ser visitado. Na minha opinião os lados se complementam, cada um tem seu charme. Porém; se eu tivesse que escolher só um, eu escolheria o lado Argentino pelo conjunto da obra.

E você, depois de ler esse post vai encarar o Parque Nacional Iguazu?

4 comentários sobre “O lado Argentino das Cataratas do Iguaçu – Parque Nacional Iguazu (Roteiro de 4 dias pelas Cataratas – dia 4)

  1. Rachel disse:

    Preferi muito mais a catarata Argentina, pois tem várias trilhas bem no meio da natureza, com vistas lindas e muitas passarelas por cima das corredeiras. A catarata do brasil também é bonita, mas a trilha não é tão grande, mas também tem uma vista bonita. Fiz a aventura nautica na catarata Argentina e foi demais! O tempo é bem curto, mas entra embaixo das quedas e se molha muito, vale cada centavo!
    Atualizando os preços (julho/2016): a entrada das cataratas brasileiras é 34 reais e o macuco (passeio de barco) 198 reais (ou era 189, não lembro exatamente). Na catarata Argentina a entrada está 250 pesos, o passeio gran aventura 800 pesos e a aventura nautica 450 pesos

    Curtir

      • planejandoaviagem disse:

        Olá Monica,

        a essa altura já deves ter ido não é mesmo. Mil desculpas não ter respondido.
        Eu infelizmente até entrei em contato com eles por email mas não consegui descobrir o valor exato.
        Imagino que seja algo ao redor do valor que a Rachel tenha passado pois imagino que a inflaçao esteja mais contida.

        Abraços,

        Curtir

Deixe aqui seu comentário ou dúvida

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s