O Bairro de Mestre: uma base para acessar Veneza

Essa semana uma leitora me pediu dicas de hotéis em Veneza e me dei conta que ainda não tinha escrito o post sobre Mestre. Mestre já foi uma cidade italiana porém hoje em dia é o maior bairro localizado na parte continental de Veneza e uma ótima base para acessar Veneza.

Mapa Veneza e Mestre (fonte: hotelinvenice.com)

Mapa Veneza e Mestre (fonte: hotelinvenice.com)

Como já comentei no post sobre Veneza, estive visitando a cidade com meus pais em plena Bienal o que tornou a simples tarefa de encontrar um hotel um verdadeiro perengue. Não tive muita opção senão procurar nos arredores e acabei optando por Mestre devido à facilidade de acesso à Veneza insular. Além disso Mestre também dá fácil acesso a Treviso, terra onde nasceu meu bisavô italiano e que pretendíamos visitar naquela viagem.

Onde fiquei hospedada?

O Hotel escolhido foi o Hotel Aurora. Um hotel bem simples, sem nada do charme das construções de Veneza e de muitos “palazzi italianos” porém um hotel confortável, com todo o básico que um hotel dessa categoria deve oferecer.

Fachada Hotel Aurora em Mestre (Veneza)

Fachada Hotel Aurora em Mestre (Veneza)

O quarto era espaçoso e limpo (minha mãe que é super exigente para limpeza pode atestar isso …risos).

O café da manhã muito bom para os padrões italianos, com um café expresso maravilhoso para começar o dia. O hotel é administrado por uma família de origem oriental sempre muito atenciosa. O tamanho dos quartos também achei adequado. Um pouco antiguadas são a mobília e as tapeçarias.

A localização do hotel era boa, apesar de distante da estação ferroviária, aprox. 20 minutos a pé e 10 minutos de ônibus, o hotel fica em pleno centro de Mestre, onde o agito de final de tarde acontece e há poucos metros da Piazza Erminio Ferretto e sua Torre que são os cartões postais da cidade.

Acho que recebemos um bom atendimento pelo preço que pagamos. Para dar uma ideia foram 90 euros para 3 pessoas, com café da manhã em plena Bienal.

Se fosse utilizar Mestre como base de novo optaria por ficar na mesma região. Próximo a estação ferroviária de Mestre existem muito hotéis porém a região não oferece muita coisa, você teria que caminhar até o centrinho para ter uma noite mais agradável. Então, a menos que prefira chegar no hotel e dormir prefira os hotéis próximos a piazza Erminio Ferretto de Mestre.

Como acessar Veneza a partir de Mestre

Para acessar Veneza com transporte público existem duas opções: o ônibus ou o trem. Estando hospedada no centro de Mestre o ônibus me pareceu a melhor opção para ir até Veneza pois do centro me deixava direto na Veneza insular (Piazzale Roma).

Para utilizar o ônibus o recomendado é comprar os bilhetes antes, em um “tabacchi”, espécie de barzinho. Se optar por essa solução não esqueça de perguntar no hotel onde encontrar o tabacchi mais próximo. É sempre melhor comprar antes porque nem todos os ônibus possuem as máquinas de vendas de bilhetes e se você entrar sem bilhete corre o risco de ser multados pelos fiscais. Ah, não esqueça que logo após entrar no ônibus você deve validar o bilhete nas máquinas apropriadas. Isso também deverá ser realizado em Veneza se você for utilizar o vaporetto (barcos que fornecem transporte público na cidade) para se locomover.

Do centro de Mestre até a estação ferroviária e à Veneza partem diversas linhas. Sempre importante perguntar no hotel onde fica o ponto mais próximo. Informações podem ser encontradas aqui.

Para ir de trem primeiramente é necessário chegar à estação ferroviária, de ônibus ou caminhando, e de lá pegar o trem da estação Venezia-Mestre até a estação Venezia-Santa Lucia. Os horários pode ser vistos aqui. O trem leva em média 10 minutos e partem praticamente a cada 10 minutos também.

Eu utilizei ambas as formas de deslocamento e gostei bastante do combo: ir de ônibus e voltar de trem. Preferi assim porque o ônibus de Veneza para Mestre no final da tarde pode ser bem lotado porque é utilizado por muitos trabalhadores que trabalham entre as duas cidades.

Dicas de Mestre

Adorei conhecer a cidade. Levei meus pais até Veneza e de quebra ele tivemos a oportunidade de conhecer um pouco da Veneza como ela realmente é. Adoro isso! O centro de Mestre é uma graça, a região é bastante rica, e ali tivemos acesso a várias opções de coisas boas que a Itália tem a oferecer.

Piazza Erminio Ferretto

Piazza Erminio Ferretto

Na praça principal assim como no seu entorno existem muitos cafés, gelaterias, bares de happy hour e comércio. Ali você consegue presenciar a típica “passeggiata” de fim de tarde italiana, quando as famílias vão ao centro para passear, aperitivar e fazer compras.

Ficamos muito próximo de um restaurante muito bom chamado Garibaldi. O serviço era excelente, simpático e com ótimo custo benefício.

Restaurante Garibaldi em Mestre (interior)

Restaurante Garibaldi em Mestre (interior)

Não tem como comparar com Veneza, enquanto na primeira o serviço é orientado ao turista na segunda é orientado a comunidade.

Lula ao nero di seppia (Rest. Garibaldi)

Lula ao nero di seppia (Rest. Garibaldi)

Fora isso praticamente em frente ao restaurante tem uma das melhores gelaterias da Itália, a GROM. Já comentei sobre ela no post sobre as melhores gelaterias de Roma e sempre a recomendo seja aonde for.

Em uma das noites tivemos a oportunidade de conhecer um casal que nos contou diversas histórias sobre Veneza. Idosos, eles resolveram mudar para Mestre por razões de mobilidade. Quando foram embora, caminhando devagar de braços dados debaixo dos pórticos da rua, a imagem fez com que me sentisse em uma cena de filme. Quando olhei para o lado minha mãe estava tão tocada quanto eu com aquela cena. Uma lição de vida, um belo momento de uma viagem.

Com tudo isso, como não ter gostado dessa experiência? Veneza é Veneza, é uma cidade única no mundo, porém ficar em Mestre não só não machuca como pode ser bem agradável.

Anúncios

148 comentários sobre “O Bairro de Mestre: uma base para acessar Veneza

  1. Gisele Ferretto disse:

    Quem sabe um dia terei o prazer em conhecer esta praça, creio eu que Erminio Ferretto é algum parente muito distante de minha família…rsrsrs…mais a praça me parece bem agradável.

    Curtir

    • planejandoaviagem disse:

      Olá Gisele, tudo bem! A praça é super agradável tenho certeza que irias gostar. Pode ser sim que seja um parente distante, não sei da origem exata da sua família mas a minha, assim como a de muito imigrantes, é do Veneto, de cidades ao redor de Veneza, como Treviso e Jesolo. Na época da grande imigração, a maioria que partiu para o Brasil era desta região, que era muito pobre. Um grande abraço!

      Curtir

  2. Anderson Clei Santos disse:

    Olá Michele! Dá para ter mestre como base para ir para Padova e Verona além é claro de Veneza. Inicialmente, pensei em ficar um dia em Verona porque m disseram que é linda para depois ficar em Mestre e ir a Veneza e Padova, porém, pensei nas malas….mudar de hotel….. O que vc acha….

    Curtir

    • planejandoaviagem disse:

      Olá Anderson, tudo bem? Vc pode fazer bate e voltas sim. Bem melhor do que ficar trocando de hotel. Para Veneza-verona, tente comprar os trechos de trem em trens de alta velocidade assim você economiza tempo de deslocamento. Abraços!

      Curtir

  3. Fernanda disse:

    Oi, Michele! Obrigada pelas dicas fornecidas! Preciso de uma ajuda. Chegarei em Veneza pelo aeroporto Marco Polo. Do aeroporto, preciso pegar um trem direto para Pádova. Será melhor partir da estação de Mestre ou de Santa Lúcia? Gostaria de partir da estação que for mais fácil de acessar a partir do aeroporto.

    Curtir

Deixe aqui seu comentário ou dúvida

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s