América do Sul, Brasil, Canela, Gramado, Rio Grande do Sul

A visita de tremer as pernas ao SkyGlass Canela

No final de 2020 visitei a Serra Gaúcha e conheci o recém inaugurado Parque SkyGlass Canela. SkyGlass Canela é o nome do parque e também o nome de sua principal atração: a SkyGlass. A SkyGlass é uma atração dupla, composta por uma plataforma de aço envidraçada que avança 35 metros no sentido do vale e por um monotrilho com 10 cadeiras que percorre a plataforma por baixo.

SkyGlass - Plataforma de vidro vista do alto
SkyGlass – Plataforma de vidro e monotrilho vistos do alto (foto: divulgação)

O Parque SkyGlass fica localizado onde antes funcionava o Parque da Ferradura. Para quem não conhece ele está localizado em Canela, no final da estrada que também leva ao Parque do Caracol. Eles disponibilizam estacionamento (primeira hora grátis) no local.

O Parque SkyGlass e a SkyGlass

O Parque SkyGlass junta a beleza natural da região à um pequeno parque de diversão com muita adrenalina e vista de tirar o fôlego e fazer tremer as pernas literalmente.

Uma vez no parque você pode aproveitar todas atrações ou somente alguma. Na SkyGlass você pode usufruir da plataforma e/ou do monotrilho, denominado Abusado. Porém, se você não é adepto das experiências radicais, pode somente curtir o parque, a vista e a infraestrutura do lugar.

Como comprar os ingressos

A compra, até a data em que escrevo esse post, só é possível diretamente na bilheteria do local porém eles pretendem em um futuro próximo vender pelo próprio site da atração.

SkyGlass - Bilheteria
SkyGlass – Bilheteria

Eles trabalham com cartão e possuem ingressos avulsos e combos. Verifique os valores e opções nesse link aqui. A atração é acessível e permite pets. Já o Abusado tem uma altura mínima exigida.

SkyGlass - Bilheteria
SkyGlass – altura minina Abusado (infelizmente não foi desta vez)

Como funciona a visita ao Sky Glass

Logo depois de cruzar a catraca de entrada, caso tenha comprado alguma atração, basta se dirigir à fila dela e esperar pela sua vez. Eles não possuem ainda nenhum tipo de reserva com hora marcada e tão pouco uma fila virtual – o que seria ótimo devido ao sol forte em algumas épocas e também devido aos protocolos de distanciamento impostos pela pandemia do coronavirus.

SkyGlass - Entrada no Parque
SkyGlass – Entrada no Parque

A Plataforma de vidro

Nós nos dirigimos diretamente à fila da plataforma que, diferentemente da fila do Abusado, estava bem tranquila. Esperamos em torno de 20 minutos até cruzar a catraca de entrada da plataforma de vidro. A fila demora um pouco porque eles controlam o número máximo de pessoas permitidas simultaneamente.

SkyGlass - Fila para acessar a plataforma e armarios para deposito itens pessoais
SkyGlass – fila para acessar a plataforma e armários para deposito itens pessoais

Antes de entrar você é orientado a retirar seus pertences como óculos, celulares, bolsas, enfim, qualquer coisa que possa cair de uma altura de 360 metros e que não será mais encontrada. Eles disponibilizam armários (foto acima) para você deixar seus pertences. Você coloca de um lado e retira do outro ao final do passeio.

A duração do passeio/caminhada na plataforma é muito pessoal. Minha mãe travou logo no comecinho quando a estrutura em aço começou a ficar vazada (antes de começar a estrutura em vidro), meu namorido caminhou tranquilamente como se estivesse em uma superfície qualquer e com nosso bebê no colo, já eu e meu pai fomos a passos de tartaruga. A sensação era de ter que fazer uma força absurda para dar um pequeno passo.

Como não é possível levar o celular ou mesmo câmeras fotográficas eles disponibilizam um fotógrafo para que você possa registrar o momento. Acaba que em função da espera pela foto você fica um pouco mais de tempo na plataforma 😊 Acho que no total nossa caminhada levou uns 15 minutos.

SkyGlass - foto tirada pelo fotografo da plataforma
SkyGlass – foto tirada pelo fotografo da plataforma

Nossa foto ficou boa, chegamos a tirar duas. O fotógrafo foi bastante solícito. Eu senti muito falta do celular para fazer um vídeo caminhando sobre a plataforma mas compreendo a questão da segurança e a iniciativa de não deixar as pessoas se aglomerando para tirar selfies. Também devo confessar que meu corpo como um todo tremia bastante, não sei nem se conseguiria tirar fotos.

No final, após retirar seus pertences no armário, você dá diretamente na lojinha da atração que é também o lugar onde você retira (física ou virtualmente) sua(s) foto(s). O custo da minha foto (acima) foi de 10 reais.

SkyGlass - Loja da atracão e retirada de fotos
SkyGlass – Loja da atração e retirada de fotos

 O Abusado (Monotrilho)

No Abusado, assim como na plataforma, você não pode levar seus pertences e a fila demora um pouco mais devido ao número limitado de assentos. Foi justamente por causa da fila que optamos por não esperar para conhecer a atração, nosso bebê estava começando a ficar com sono e cansado. Devíamos ter chegado um pouco mais cedo mas estávamos fazendo um viagem em família depois de muito tempo e não queríamos fazer nada com pressa.

SkyGlass - Abusado e Memorial do Ferro de Passar Roupa
SkyGlass – cadeiras e monotrilho Abusado vistos a partir da área de compras e Memorial do Ferro de Passar Roupa

De qualquer forma a experiência na plataforma foi TOP 😉 Foi uma mistura de fortes emoções com sabor de vitória (detalhes logo abaixo).

O Museu Memorial do Ferro de Passar Roupa

O local também conta com o Museu Memorial do Ferro de Passar Roupa porém o mesmo estava fechado devido às restrições impostas pela pandemia do coronavírus e infelizmente não foi possível conhecê-lo.

Afinal em qual andar? Na Plataforma, No Abusado ou em ambos

Se você leu as linhas acima viu que eu não andei no Abusado mas como gosto muito de esquiar e já enfrentei muitos trens, monotrilhos, teleféricos e bondes para isso, acho que não teria muita dificuldade ou mesmo medo. Já a plataforma, ao menos para mim, são outros 500. Sou do tipo que não gosta nem de passar em cima de um bueiro. Já travei em uma atração na Austrália que era um quarto negro que simulava uma ponte pencil alta, imagina em uma estrutura assim, uma estrutura real! Foi desafiador e gratificante ao mesmo tempo.

O medo ao andar na plataforma consiste no fato de que eh você que tem que dar o passo. Ninguém vem te empurrar, pelo contrário, te ajudam a retornar caso você não queira seguir adiante (caso da minha mãe). O Abusado é diferente, a cadeira anda independente da sua vontade, se você fechar o olho, em poucos segundos já estará do outro lado. Mas é claro, recomendo que você mantenha os olhos bem abertos 🙂

Se eu tiver que recomendar um atração eu recomendaria a Plataforma, mas eh claro que recomendo as duas e desejo que você não pegue nenhuma fila!

O Complexo e os Serviços do SkyGlass Canela

O local conta com um pequeno parque, com balanços, para os pequenos e com uma estrutura coberta onde existem algumas lojas, uma lanchonete (The Belgian Fries) e uma cafeteria (ainda não estava aberta quando fomos).

SkyGlass - area de Compras e Restaurantes
SkyGlass – área de Compras e alimentação

Nós sentimos falta de um restaurante, fizemos uma pequena boquinha na lanchonete mas somos naturebas e sentimos falta de uma opção mais saudável. Quem sabe se houvesse um restaurante até tivéssemos almoçado por ali e curtido o Abusado depois mas infelizmente ele teve que ficar para a próxima. Um motivo e tanto para voltar!

SkyGlass - area de Compras e Restaurantes
SkyGlass – área de Compras e alimentação

O parque conta também com uma excelente infraestrutura de sanitários. Tudo muito novo, limpo e organizado, nos moldes de grandes atrações mundiais.

Resumo da Visita (Parque SkyGlass x Parque da Ferradura)

Sem dúvida a principal atração agora é a SkyGlass em sí e não mais a vista do Rio Caí que podia ser apreciada antes, quando o Parque da Ferradura era formado por trilhas e um pequeno mirante de madeira.

O desafio de caminhar pela plataforma vira a prioridade e imagino que por questões de segurança a vista do rio logo abaixo tenha ficado um pouco comprometida. Você acaba apreciando mais a paisagem como um todo do que a vista do Rio logo abaixo.

Eu adorei o parque, me diverti, ele impressiona pela organização, tecnologia, modernidade e infraestrutura. Vale muito a visita! Porém acho que também caberia um mirante nos moldes do antigo para que aqueles que não são adeptos das atrações com adrenalina possam usufruir melhor da vista desse incrível vale.

Vista da SkyGlass a partir da aera de compras
Vista da SkyGlass e do Vale da Ferradura desde a aera de compras e alimentação

Um comentário em “A visita de tremer as pernas ao SkyGlass Canela”

Deixe aqui seu comentário ou dúvida

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s