O que fazer e onde ficar em Ouro Preto – Estadia no Hotel Solar do Rosario e Roteiro de Viagem

Mais um post com dicas de viagem pelo Brasil e desta vez a estrela é Ouro Preto. Essa viagem estava na minha wish list há muitos anos, desde a época em que morava no Rio de Janeiro. Se soubesse que era um viagem tão simples de fazer já teria feito muito antes.

Adorei conhecer Ouro Preto, sei que é um destino muito divulgado mas acho que ainda deveria ser mais. A arquitetura é belíssima, a infra-estrutura para receber o turista muito boa, a cidade bucólica, a culinária rica e os atrativos inúmeros. Aprendi muito sobre arte, história, mineralogia e culinária desse nosso Brasil nessa viagem. Não é a toa que encontrei muito gringos mochilando a região.

Outro Preto

Outro Preto

Porém, como tudo na vida tem um lado bom, o legal de ter demorado foi poder ter tido o prazer de fazer essa viagem junto com meus pais. Acho que já comentei aqui no blog antes, minha mãe é muito católica então visitar as igrejas com ela foi um momento mastercard🙂

Nós em Ouro Preto

Nós em Ouro Preto

O ROTEIRO DA VIAGEM

Fiz essa viagem até Ouro Preto no final de novembro de 2016 mas só agora estou conseguindo escrever sobre ela aqui no blog. Quem acompanha o blog deve ter notado meu sumiço, continuo ativa no instagram porém tive que diminuir as postagens. O bom é que foi por uma boa razão, saí de férias (oba!) e mudei de cidade (no momento morando emDublin!). Então preparem-se porque vem muita novidade pela frente. De momento no entanto vamos voltar à vaca fria, ou melhor, ao roteiro da viagem em Ouro Preto!

Fomos eu e meu namorado juntamente com meus pais. Saímos todos de São Paulo e fomos até Belo Horizonte com a Gol. Em BH alugamos um carro, com a Budget, para ir até Outro Preto. Retiramos e devolvemos o veículo no próprio aeroporto de Confins. Recomendo essa opção porque o aeroporto é muito longe da cidade e assim você não precisa gastar com o taxi.

Do aeroporto de Confins em BH até Ouro Preto foram em torno de 100km, que percorremos em torno de 2 horas. A viagem foi super tranquila. Apesar de precisar circundar uma cidade grande como Belo Horizonte contamos com a ajuda do Waze que tornou tudo mais fácil. Saímos de São Paulo cedinho e por volta do meio-dia já estávamos fazendo check-in no hotel. Parte da estrada faz parte do percurso da estrada real e é super bem sinalizada.

A caminho de Ouro Preto

Falando em hotel, sem dúvida ele foi um capítulo à parte nessa viagem e é por isso que quero falar dele mais detalhadamente logo abaixo.

Hotel Solar do Rosario

Hotel Solar do Rosario

Ao todo foram três dias na região. O primeiro e o segundo foram dedicados à Ouro Preto enquanto o terceiro à Mariana, Congonhas e BH. O quarto dia foi apenas o dia da volta, então não conta. O resumo do roteiro executado em Ouro Preto e arredores ficou assim:

Primeiro dia (acesse o roteiro completo nesse post aqui)

Segundo dia (acesse o roteiro completo nesse post aqui)

Terceiro dia (acesse o roteiro completo nesse post aqui)

  • Igreja de Santa Efigênia
  • Ida a Mariana e Visita ao centro da cidade e as igrejas
  • Ida a Congonhas
  • Almoço no Hotéis Unidos em Congonhas
  • Visita a Basílica do Bom Jesus do Matosinhos (obras do Aleijadinho)
  • Ida à BH e visita à Lagoa da Pampulha
  • Jantar na 68 Pizzaria em BH
  • E para finalizar… Alessa Gelateria em BH.

Mais para frente vou fazer um post específico sobre cada dia da viagem. Nesse aqui quero contar um pouco mais sobre o hotel em que nos hospedamos, o Hotel Solar do Rosário.

ONDE NOS HOSPEDAMOS EM OURO PRETO – O Hotel Solar do Rosário

Quando comecei a planejar essa viagem e a ler sobre Outro Preto imaginei que dificilmente ficaríamos o dia inteiro fora do hotel como costuma acontecer em alguns lugares que visitamos. Dessa forma procurei por um hotel que fornecesse alguns serviços a mais durante o dia e não somente por um lugar para passar a noite. Para corroborar com esse plano meus pais acabaram aceitando meu convite e fizemos essa viagem juntos. Viajando com meus pais costumo elevar o gasto médio com hotelaria, busco por hotéis melhor localizados e com um pouco mais de conforto em relação aos hotéis em que costumo me hospedar normalmente.

Eis que pesquisando no Booking encontrei três opções que gostei muito. A primeira foi a Pousada Sinhá Olímpia, mais afastada do centro porém com uma decoração que parecia muito original e com um área verde com piscina que chamou minha atenção. Como estaríamos de carro não seria um problema estarmos afastados do centro apesar de me preocupar com a questão estacionamentos. A segunda opção foi a Pousada Solar da Ópera, muito bem localizada, com um excelente custo x benefício, super central, talvez até demais. E a terceira e última opção, o hotel Solar do Rosário, lindo de morrer, um pouco afastado do centro mas não a ponto de não poder caminhar e tão pouco a ponto de ser muito barulhento. Enfim, perfeito porém um pouco salgadinho para meus parâmetros habituais.

No entanto, o fator decisório para minha escolha foi que o Hotel Solar do Rosário me ofereceu um pequeno desconto e como o mesmo tinha mais serviço e de todos foi o que mais chamou minha atenção, acabei optando por ele. Foi uma decisão certeira, o hotel Solar do Rosário nos proporcionou uma ótima estadia!

Logo ao chegarmos avistamos em frete ao hotel a Igreja homônima ao restaurante. Você já chega suspirando. #quelinda

Igreja no Senhora do Rosario

Igreja no Senhora do Rosario

 

Fomos recebidos pelo manobrista que nos orientou em relação ao carro, informou – após retirar as bagagens – que o mesmo seria levado para a garagem do hotel e que se precisássemos dele bastaria solicitar na recepção. Achei ótimo esse serviço, uma preocupação a menos.

Recepção - Hotel Solar do Rosario

Recepção – Hotel Solar do Rosario

Assim que as malas foram retiradas do carro a recepcionista nos informou que já deixaria nosso check-in pronto para facilitar a nossa entrada assim que o quarto fosse liberado. Chegamos por volta das 12:30 e a entrada era somente a partir das 14. Falando em recepção, o lobby do hotel é muito amplo e decorado com um mobiliário encantador e confortável.

Lobby - Hotel Solar do Rosario

Lobby – Hotel Solar do Rosario

Apesar do prédio antigo o hotel possui um elevador, o que facilita muito com a questão das malas. Dentro do hotel, próximo ao jardim, também tinha uma sala muito bonite e mais íntima.  Adorei as almofadas!!!

Sala de Estar - Hotel Solar do Rosario

Sala de Estar – Hotel Solar do Rosario

O hotel possui duas alas de quartos. Uma mais antiga, do prédio original, e outra mais nova. A experiência foi legal porque meus pais ficaram na parte mais antiga enquanto nós na mais moderna.

Gostei de ambos os quartos, cada um com seus prós e contras, como tudo na vida. Ambas as decorações eram lindas mas no quarto que meus pais ficaram tinham uma banheira muito charmosa. Por ser mais antigo o quarto era menor e segundo eles um pouco barulhento já que todos os quartos ficavam ao longo de um  corredor e os hópedes ao chegar faziam uma certa algazarra.

Quarto parte antiga - Hotel Solar do Rosario

Quarto parte antiga – Hotel Solar do Rosario

Banheiro Parte antiga - Hotel Solar do Rosario

Banheiro Parte antiga – Hotel Solar do Rosario

O quarto em que ficamos era mais amplo mas na minha opinião apesar de lindo não tinha o mesmo charme. Ficava no térreo, em frente ao jardim e ao invés de janelas tínhamos portas que se abriam para a área externa, um encanto.

Quarto parte nova - Hotel Solar do Rosario

Quarto parte nova – Hotel Solar do Rosario

Banheiro parte nova - Hotel Solar do Rosario

Banheiro parte nova – Hotel Solar do Rosario

O silêncio também imperava, dormi muuuito bem as noites que passei ali. Igualzinho a Roma ou Sampa… hehe.

 Jardim parte nova - Hotel Solar do Rosario

Jardim parte nova – Hotel Solar do Rosario

O jardim interno também é um capítulo à parte. Uma gracinha. Ótimo para um chimarrão no final de tarde (#coisaquesogauchoentende). Ou quem sabe um chá (também sou viciada)?

Jardim interno - Hotel Solar do Rosario

Jardim interno – Hotel Solar do Rosario

Fora essas pequenas diferenças ambos os quartos tinham os mesmos tipos de amenidades. Frigobar, TV a cabo, colchão de espuma, lençol com muitos fios, travesseiros de plumas, (mais de um tipo), ar condicionado, telefone, snacks e amenidades de banho. Também à disposição encontravam-se roupões de banho. Tudo muito confortável!

Os roupões foram mais que úteis. O hotel possui uma piscina aberta e uma piscina aquecida. Como ficamos todos os dias fora do hotel acabamos utilizando a piscina aquecida todas as tardinhas.

Piscinas cobertas e externa - Hotel Solar do Rosario

Piscinas cobertas e externa – Hotel Solar do Rosario

Sem palavras para descrever poder mergulhar em uma piscina e usar uma jacuzzi depois de subir e descer tantas ladeiras. Minhas pernocas agradeceram muito esse mimo.

O café da manhã, servido diariamente no restaurante do hotel, foi nota 10. Não somente pela decoração, ambiente e atendimento mas pela fartura dos produtos que tínhamos a disposição. Omeletes feitos na hora, pães de queijo e queijos mineiros deliciosos. E para fechar com chave de ouro era possível solicitar um café expresso do próprio bar. Bom demais da conta!

Café da Manhã Hotel Solar do Rosario

Café da Manhã Hotel Solar do Rosario

Para finalizar o post quero contar um pouco sobre o restaurante do hotel, o Restaurante Nossa Senhora do Rosário. Optamos em jantar nele no primeiro dia. Tínhamos acordado cedo e também já tínhamos andado muito pela cidade naquele dia. Meus pais estavam em um ritmo super São Paulo e achei que seria legal fazermos algo o menos cansativo possível então pensei: por que não jantar no próprio hotel?

Na minha opinião, em termos gastronômicos, foi uma das melhores escolhas da viagem. Como comentei acima o ambiente do restaurante era ótimo e o atendimento excelente. Mas o grande destaque foi a comida. Todos os pratos divinos que agradaram a todos os paladares.

Restaurante Nossa Senharo do Rosario

Restaurante Nossa Senharo do Rosario

A sobremesa também era ótima, um mix de vários doces regionais em uma apresentação impecável. No restaurante do hotel também foi possível provar as cervejas locais como a Backer e a Ouropretana. Uma experiência gastronômica completa com um excelente custo benefício: 4 pratos, 2 sobremesas e 5 cervejas por aproximadamente 40 reais por pessoa.

Já o hotel, para tudo o que oferece, na minha opinião vale o que custa. Já me hospedei em hotéis de um nível parecido pagando bem mais mas eram hotéis em cidades com custo de vida mais caro e acredito que isso explique as diferenças de preços.

Bom, termino esse post por aqui e logo começo com a série de posts sobre cada dia do roteiro. Espero que tenham gostado. Caso alguém já tenha se hospedado eu adoraria saber a sua opinião.

6 comentários sobre “O que fazer e onde ficar em Ouro Preto – Estadia no Hotel Solar do Rosario e Roteiro de Viagem

  1. Ana Lúcia de Oliveira Capiotti disse:

    Passeio maravilhoso, realmente valeu à espera para conhecer Ouro Preto com sua arquitetura maravilhosa e suas igrejas deslumbrantes. Poder também em Congonhas conhecer as obras desse artista maravilhoso que foi Aleijadinho foi um momento único. Obrigada pela parceria filha.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe aqui seu comentário ou dúvida

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s