O Planejamento da Viagem a Turquia

Esse é o primeiro post que faz jus ao nome do blog. Aqui pretendo deixar dicas de como montei todo o meu roteiro, feito por conta própria, da minha viagem à Turquia. O que você vai encontrar aqui? Dicas de hotéis, traslados, voos e cias de ônibus e opções de entreterimento pela Turquia. Depois que voltar prentendo escrever outro post sobre a análise de todo esse planejamento, contando o que foi legal e as furadas. Então, para aqueles que pretendem ler esse post, recomendo também a leitura do post pós viagem.

E é só escolher o destino, decidir as datas e se dar conta que é sempre pouco tempo para tudo aquilo que quero ver, conhecer, comer, fazer, etc… Porém, fazer o quê? Comigo essa é sempre a regra, começo a ler mais detalhadamente sobre o lugar e vou incluíndo coisas e mais coisas que quero fazer e como na maioria das vezes aumentar a quantidade de dias no local não é uma opção só me resta priorizar. Então, a ida até a Turquia, que começou inspirada por Antalya acabou com essa mesma cidade sendo tirada do roteiro por falta de tempo e, perda de prioridade.

Tudo começa com o voo de Roma a Istambul…

Há uns meses atrás comprei uma promoção do GroupOn por apenas 33 euros. A oferta chamada AirFastTickets vendia um voo de ida e volta entre Roma e algumas das principais capitais européias em cias não low-cost. A propagranda era algo do tipo: Cansado de viajar com pouca bagagem, sem assento marcado, sem serviço de bordo e com comissários de bordo que tentam vender de tudo para você o tempo todo? Então, aproveite a nossa oferta, pague 33 euros mais as eventuais taxas e viaje com todo o conforto. Na época não pensei duas vezes, tinha começado a trabalhar a pouco tempo e como os horários das cias low-cost são normalmente difícieis de encaixar em uma viagem de final de semana, pensei: está aí uma ótima oportunidade para fazer viagens curtas. Ah, mal sabia eu o que me esperava.

Realmente tenho que admitir que o GroupOn entrega o que vende. Todos os voos que encontrei eram de cias não low-cost como AirFrance, SwissAir, British, etc. O problema? Escalas, e muitas, o que tornou praticamente impossível a viagem em um final de semana. A ida para Viena com a SwissAir fazia escala em Genebra, para Barcelona com a Iberia em Madrid e por aí vai. Somando a isso as tais taxas não eram tão pequenas e em alguns casos  chegavam quase ao preço inteiro da passagem disponível na própria cia aérea ou mesmo na AirFastTickets sem a parceria GroupOn.

Já tinha desistido de usar esses tickets e estava muito “P” da vida com o GroupOn quando surgiu a idéia de ir até Antalya nas férias de verão. Aí pensei, mas, e se, quem sabe, talvez, eu tentasse mais uma vez usar o voucher do GroupOn? E…Bingo!! Achei uma passagem de ida e volta da AirFrance em pleno julho por um preço abaixo do praticado pelo mercado. O incoveninente? Sim, sempre tem o asterisco do GroupOn, ida e volta com escala em Marselha, na ida inclusive com um pernoite, porém desta vez tinha mais tempo que apenas um final de semana.

Tudo isso dito, meu tempo de permanência na Turquia é de certa forma condicionado por essa oferta e portanto a intervalos de aproximadamente 1 semana que eram as data de voos disponíveis.  Assim optei por permacer 2 semanas na Turquia ao invés de 3.

Resumindo essa experiência com o GroupOn acho que não compraria de novo a menos que tivesse horários muito flexíveis para usar os vouchers. Uma outra coisa muito chatinha é o site onde você faz as reservas e as compras, ele não é nada amigável e deu uma trabalheira para encontrar algo que se encaixasse nos meus requisitos. O GroupOn e a AirFastTickets sem dúvida tem muito que aprender com o SkyScanner. De qualquer forma ainda estou esperando a viagem, e espero que nenhuma surpresa em relação a esse bilhete esteja por vir.

Emitida a perna internacional da viagem, vem  o planejamento dos trechos internos…

No início pensei em fazer muito trechos internos de ônibus, li que o serviço de ônibus na Turquia era excelente e tudo mais. Dei uma olhada nos trechos em sites como o Ulusoy e o serviço realmente parecia muito bom, sem falar do precinho camarada. Porém o precinhos das cias aéreas também se mostraram atrativos além da vantagem do tempo de deslocamento ser bem menor. Devo deixar registrado que fiz todas as compras com bastante antecedência. Sendo assim todos os trechos internos, com exceção de um pequeno, serão feitos de avião.

Como a chegada e a saída seriam por Istambul, exigência GroupOn, e, em julho o calor promete acabei decidindo que o melhor seria encarar Istambul no início e se possível não voltar mais para a cidade, isto é, tentar encaixar o voo interno de volta com o horário do voo de volta para Roma. Comecei então a ler diversos blogs e sites de viagem para determinar as principais cidades e pontos de interesse e acabei dividindo o roterio em três grupos, o primeiro Istambul, o segundo a região que chamei de litoral e o terceiro a Capadócia.

Usei o site do SkyScanner para fazer uma análise de todos os voos que ligavam essas regiões e assumindo que o primeiro destino seria Istambul a dúvida era: Faço Istambul-Litoral-Capadócia-Istambul ou Istambul-Capadócia-Litoral-Istambul? Depois de pesquisar inúmeras combinações de datas, aeroportos e cidades, já que  Istambul é servida por dois aeroportos, a Capadócia por outros dois e a região que chamo de litoral, mas que está longe de ser só isso, concentra os aeroportos de Bodrum, Izmir e Antalya, defini ao menos a ordem do roteiro. Aqui acho que demorei um certo tempo para identificar o que depois acabou sendo quase que o comportamento da maioria das cias aéreas que pesquisei (Turkish, Pegasus, SunExpress, Atlas, AndalouJet), isto é, quase 80% dos voos da Capadócia para a região que chamei de litoral não eram diretos ou quando diretos não eram disponíveis nas datas em que tinha planejado. Sendo assim a ordem do roteiro foi definida buscando otimizar o tempo disponível ficando Istambul-Litoral-Capadócia.

Aí veio a segunda questão, definir por onde começar a região do Litoral, isto é, onde chegar, e por onde sair, dado que a região é enooooorme! Para facilitar decidi que iria chegar por um ponto e sair por outro e que percorreria a distância entre eles de ônibus. Foi aí que vi que a distância de Antalya para Bodrum era enorme e que, infelizmente, teria que optar por uma das duas. Assim, em função da localização central e também da disponibilidade de voos nas datas escolhidas, optei por chegar por  Bodrum e por sair por Izmir.

Tanto a chegada quanto a saída da Capadócia serão feitas pelo aeroporto de Kayseri e não pelo de Nevsehir, embora esse último seja mais próximo. No início a idéia era pegar um voo saindo de Nevshir no mesmo dia, na verdade na mesma manhã da partida de Atartuk para Roma, porém resolvi não arriscar pois um atraso poderia me fazer perder o voo de volta, o famoso barato que sai caro. Além disso os voos mais cedo eram proibitivos financeiramente ou eram para Sabiha Gokcen e não para Ataturk, e sendo assim não serviam porque pelo que pesquisei o deslocamento entre os aeroportos de Istambul leva em média 3 horas. Resultado, optei por retornar da Capadócia para o aeroporto de Ataturk na noite anterior ao voo de volta para Roma e por dormir próximo ao aeroporto, mais precisamente a 6 km de Atartuk.

No final o roteiro ficou assim: Istambul (5 dias e 5 noites), Bodrum (2 dias e 2 noites), Kusadasi  (4 dias e 4 noites), Capadócia (3 dias e 2 noites) e, finalmente, Istambul (1 noite).

Emitidos os trechos internos, o próximo passo eram os traslados…

Li que os traslados são uma questão delicada na Turquia e resolvi dar uma atenção especial. Às vezes você acaba optando pela passagem de avião não só pela comodidade e pelo tempo mas também em função do preço mais em conta e depois você pode tomar literalmente uma facada nos traslados.

Em Istambul o traslado inicial de Atartuk até o hotel que fica em Sultanahmet será feito de metro + tram. Apesar do nosso hotel ter a disposição ao menos um traslado gratuito achamos que não será uma boa idéia utilizá-lo já que todos dizem que o trânsito por lá é meio caótico. A saída de Istambul para Bodrum, via Sabiha Gokcen também será feita com transporte público. Aqui fica a dica de não pegar um voo muito cedo, a menos que você goste muito de madrugar porque o aeporto é longe do centro.

Do aeroporto de Bodrum até a cidade existe transporte público. Sem dúvida o mais chatinho foi o traslado para o aeroporto de Izmir já que de Kusadasi não existe transporte público até o aeroporto. Também pudera são 90 km de distância e no meu caso, para complicar, meu voo parte às 06:55 da manhã. Portanto, avaliei bem as duas opções, dormir em Kusadasi ou em Izmir, e cheguei a conclusão que o tempo perdido com os deslocamentos até Izmir não valia a economia com o traslado. Fiz uma cotação com o hotel no qual nos hospedaremos e eles nos ofereceram um traslado para até 4 pessoas, no caso somos 2, por 50 euros com a possibilidade de compartilhar caso alguém mais esteja interessado. Além disso, também fiz uma cotação com uma empresa local que cobra 45 euros por 2 pessoas.

Na Capadócia, muitas são as agências de viagens e hotéis que ofereceram traslado. Pelo que pesquisei não existe transporte público do aeroporto até as cidades da região. A forma mais econômica de traslado é fazer uso dos acordos das empresas aéras com as agências de viagens locais. Para usar esse serviço basta fazer uma reserva em uma dessas agências com a finalidade de garantir o seu lugar. O inconveniente é que dependendo da quantidade de pessoas e de onde for seu hotel seu traslado por ser um pouquinho mais demorado do que se fosse privado. No meu caso, como optei por ficar no centro de Goreme, não vi muitos problemas.

Reservei o traslado de chegada com a PeerLess, parceira da Pegasus, e o de retorno com a Argeus, parceira da Turkish. Achei o esquema de reserva muito bom e organizado. Através do próprio site você escolhe o voo de chegada ou partida e depois informa seu nome, email, quantidade de pessoas e o nome do hotel. Logo em seguida eles enviam um email confirmando a sua reserva e indicando que o pagamento deve ser feito ao motorista. O custo? 20 novas liras turcas, aprox. 20 reais, por trecho por pessoa. Além das empresas acima também tem a Rock Valley Travel. Ah, você não é obrigado a usar a parceira da empresa com a qual está voando.

Em paralelo, escolhi os hotéis…

Essa foi uma viagem 100% Booking.com. Reservei todos os hotéis com eles. Vi que o Agoda oferecia também muitas opções porém como eles tinham poucos comentários de clientes sobre os hotéis resolvi dar todo o crédito ao Booking.

O hotel de Istambul foi o único reservado sem a possibilidade de cancelar, todos os demais foram reservados com a opção free cancelation que permite o cancelamente até poucos dias antes da chegada então, caso aparrecesse algo mais atraente ou alguma mudança nos planos ainda tinha a possibilidade de mudança e de certa forma também congelo o preço caso não altere as reservas.

Usei basicamente os critérios de preço, tinha um orçamento estipulado em 60 euros por estadia (30 por cabeça), de ratings dos cliente e de localização. Aqui vai a lista dos hotéis escolhidos, depois que voltar falo sobre as minhas impressões. Em Istambul optei pelo Hotel Sapphire, em Sultanahmet. Uma amiga me indicou a região próxima a rua Istiklal Caddesi e a Taksim que ficam no bairro de Beyoğlu por ser mais próxima do agito noturno e da Istambul moderna porém não encontrei boas opções ali. Fiquei com o sentimento de que a maioria das melhores opções já estavam reservadas. Além disso esse hotel escolhido é bem avaliado, tem aquela atmosfera exótica (que era o que estava procurando) e, oferece opções de lazer, que mesmo a pagamento, parecem atrativas. Literalmente: paguei para ver!

Em Bodrum, a escolha foi o Club Vela Hotel que na realidade não fica em Bodrum mas em Gumbet. Ainda não sei se a localização será um problema porque pelo que li a noitada rola por alí e a praia de Gumbet parece melhor do que aquela de Bodrum porém talvez para os passeios pela região possa ser um pouco fora de mão.

Em Kusadasi escolhi o Sezgin Hotel por ser bem avaliado e oferecer alguns serviços. Além disso está localizado próximo ao Porto e era uma das poucas opções mais em conta, ainda disponíveis, nessa parte da cidade. Ok, a cidade parece pequena então ainda não posso afirmar que isso seja um diferencial.

Na Capadócia a dúvida inicial era Urgup ou Goreme, li que Goreme antigamente era mais backpacker e Urgup é mais arrumadinha, li também sobre alguns restaurantes em Goreme e, somando o fato que o Museu Aberto de Goreme, como o próprio nome já diz, fica em Goreme acabei optando por ela. O que tinha certeza era que queria ficar nos tais dos hotéis caverna, porém quando comecei a procurar e vi que a maioria dos hotéis eram assim confesso que cheguei a ficar com receio. Não sei como explicar mas quando é tudo muito igual, tudo muito empacotado me soa muito tourist trap. De qualquer forma não dá para ir até a Turquia e não visitar a Capadócia mesmo que esteja afolada de turistas, fazer o que se deixei para 2012! Além disso sempre tive muita vontade de fazer um passeio de Balão e li que a região é um dos melhores lugares do mundo para essa prática. O hotel escolhi foi o Katpatuka Cave. É um hotel simples e aparentemente com um excelente custo benefício pois você fica em um hotel caverna sem pagar o ágio da caverna. Mais uma vez vou pagar para ver! Se não for uma Brastemp ao menos peguei pouco.

Na volta da Capadócia para Istambul o hotel escolhido foi o Ibis Aeroporto (sempre tem um hotel da Accor nas nossas viagens, é o cartão de fidelidade que acaba nos direcionando um pouco…rs…). Ele fica muito próximo ao aeroporto e no dia, ou melhor noite, em que ficaremos hospedados ali chegaremos por volta das 21 horas e sairemos no outro dia por volta das 10 da manhã. Considerando que ele fica à 6km do aeroporto podemos nos dar ao luxo inclusive de ir e voltar de taxi sem nos preocupar com o transito já que as distâncias são curtas. Ao menos é o que espero, li tanto sobre congestionamentos que estou asustada, e com a imagem de São Paulo na cabeça, não posso desconsiderar que a grande Istambul é formada por 13 milhões de habitantes.

A Parte Final do Planejamento é o entretenimento…

Não só os passeios como entretenimento em geral, mercados, restaurantes, banho turco, o que comer, etc….,merecem uma planejada. Ainda mais quando leio que nem todos falam inglês e não quero perder a oportunidade de comer todas as iguarias locais possíveis.

Nem sempre planejo as atrações que irei visitar dia a dia a menos que compre um passe turístico e que deva otimizar o seu uso. Fiz uma pesquisa e o passe existente cobre muito pouco dos meus principais pontos de interesse portanto, pesquisei as principais atrações, o dia de fechamento semanal e os horários e fiz uma lista onde as agrupei por bairro para facilitar a organização do meu itinerário.

Me informei também uma pouco sobre o como funciona a cidade no Ramadã, ainda não entendi se será bom ou ruim para a viagem pois alguns dizem que algumas coisas fecham outros, que as cidades lotam, enfim, acho que isso vou ter que viver para contar.

Dediquei também um tempo especial à Éfeso e a Pamukkale, razões pela qual ficaremos três noite em Kusadasi, ao passeio de Balão e ao banho turco. Até agora consegui um bom desconto utilizando a agência de viagem do hotel Katpatuka Cave para reservar o passeio de balão, de 160 por 125 euros, mas confesso que só afirmo que paguei exatamente isso depois que voltar. Quanto ao bagno turco também peguei uma dica do TripAdvisor de um banho que é menos turistico e frequentado pelo turcos, vamos ver como será.

As dicas de comidinhas e restaurantes e as dicas que comento peguei de vários sites e blogs e afins que tive a oportunidade de ler em todo esse tempo em que estive planejando. Coloquei a listinha aqui.

Bom, acho que finalmente cheguei ao final do planejamento agora é curtir a viagem que começa daqui a pouco e terá uma duração longa visto que depois da Turquia ainda vou para algumas praias do mediterrâneo e que encerro essa viagem no Brasil. Assim, o blog sai de férias e só volta final de agosto. Ciao!

Leia mais:

14 comentários sobre “O Planejamento da Viagem a Turquia

Deixe aqui seu comentário ou dúvida

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s