Viagens de Esqui: O que levar na mala quando for esquiar

O objetivo deste post é listar aquilo que entendo que não pode faltar na sua mala ao planejar uma viagem de esqui. Escreverei sobre as roupas e acessórios que são importantes, alguns indispensáveis, para garantir sua tranquilidade enquanto desfruta sua temporada na neve. Quando falo que não pode faltar na mala não interprete isso como “tenho que comprar tudo antes de esquiar” mas de repente planeje uma parada para umas comprinhas antes, tente emprestar de um amigo, tenha claro quais seriam alguns substitutos adequados e o que se deve/pode alugar nas estações de esqui.

Eu sei que sei a temporada de esqui 2016 no hemisfério sul já está na metade e esse post mais do que atrasado. No entanto, foram tantas dúvidas nessa temporada sobre o tema que já estava mais do que na hora escrever sobre ele. E de qualquer forma, muitas “semanas brancas” virão pela frente não é mesmo? Coisa boa!

Roupas para esqui - evolução

Roupas para esqui – evolução

Para facilitar vou dividir em itens de acordo com os membros do nosso corpo.

roupas e acessórios para esqui: Cabeça

Para proteger a cabeça a melhor coisa é o capacete. Demorei a incluí-lo na minha indumentária “esquiística” mas hoje o considero indispensável. Senti falta conforme meu esqui evoluiu e alguns tombos ficaram sérios.

Roupas para esqui - Capacete, gorros e lenços

Roupas para esqui – Capacete, gorros e lenços

Apesar da questão da segurança, o capacete também esquenta a cabeça e os ouvidos melhor do que gorros, lenços e protetores de orelha além de proteger mais da neve do que o gorro da jaqueta. A vantagem é que hoje em dia ele pode ser alugado com facilidade junto com seu equipamento de esqui. Então não tem desculpa🙂

Como o capacete é usado enquanto você esquia não esqueça que é importante ter algo para esquentar a cabeça enquanto você se deslocada de/para a estação (se necessário) e pela cidade/resort.

ROUPAS E ACESSÓRIOS PARA ESQUI: Olhos

Bons óculos são imprescindíveis. Quando comecei usava meus óculos de sol mas na segunda temporada meu namorado comprou um novo e eu fiquei com o usado dele. Uso até hoje. Ele é pequeno, a marca é Maui and Sons e protege bem do sol forte. Esse foi comprado em Santiago do Chile antes de ele ir esquiar em Pucon e Valle Nevado.

Poucas temporadas depois, quando já morava na Itália, investi em uns óculos com lentes claras. Fomos esquiar em Livigno – região tax-free, ótima para comprar artigos de esqui – e pegarmos alguns dias muito nublados. Eu sei que parece uma coisa boba porém com lentes escuras é impossível esquiar em condições muito nubladas. Se você tira os óculos acaba forçando tanto a vista que pode dar até enjoo.

Não vejo muito sentido em não controlar essa questão. Já compramos o passe de esqui que custa uma pequena fortuna diária temos então que garantir que vamos conseguir curtir o dia não é mesmo?

Antes de ir esquiar vejo a previsão do tempo e decido quais óculos usar. Se a situação for ficar instável, o que ocorre com frequência, levo ambos. Como um deles é pequeno ele é fácil de transportar. Se a estação tiver lockers de fácil acesso aí nem pestanejo, levo e qualquer problema troco na hora que parar para um break.

Outra vantagem desses óculos é que eles possuem elásticos que os firmam ao redor da sua cabeça ou mesmo do capacete. Caso esteja pensando em usar seus óculos de sol, escolha seu modelo mais esportivo, se possível leve tipos de lentes diferentes e compre algo o que segure no seu pescoço.

ROUPAS E ACESSÓRIOS PARA ESQUI: Rosto e Lábios

Muito protetor solar nessa hora! O reflexo do sol, ou mesmo do mormaço, reflete na neve branca e queima mesmo. Não se iluda com as baixas temperaturas. Imagina a marca linda no seu rosto se você estiver usando quando aqueles óculos gigantes de esqui🙂

Ah, não se esqueça de reaplicar. Eu costumo levar comigo um protetor em forma de bastão. É um coringa porque serve para o rosto e lábios.

ROUPAS E ACESSÓRIOS PARA ESQUI: Pescoço e colo

Os cachecóis para esqui são um pouco diferentes, são tubulares, como golas altas para garantir que não caiam enquanto você esquia. Eu gosto bastante dos modelos que também viram gorro. Tenho três, um bem fininho, um médio e um mais grosso. Vou ajustando de acordo com a época (início/meio/final de temporada) e a temperatura (altitude das pistas e força do vento).

Roupas para esqui - Acessorios

Roupas para esqui – Acessorios

Usando capacete eles acabam sendo outro coringa. Uso como gorro até chegar à estação e depois como cachecol.

ROUPAS E ACESSÓRIOS PARA ESQUI: Corpo (Peito)

Aqui é que começam as camadas :0 Mas não se assuste, são poucas. No meu caso no máximo três.

A primeira é uma base-layer, algo como camada básica, de manga longa. As base-layers possuem tecnologias que expulsam o suor e mantém você seco. Esse tipo de camiseta é totalmente diferente de você usar algo de algodão; que absorve todo o seu suor fazendo com que seu corpo fique molhado. Como o ambiente é frio esse suor gela e você fica com frio mesmo estando com inúmeras roupas por cima. Não preciso nem dizer que é um passo para ficar gripado e estragar seus dias na neve não é mesmo?

Roupas para esqui - Base-layers

Roupas para esqui – Base-layers

Considere que quanto menos experiente você for mais esforço fará e mais suado ficará. Se não quiser investir de imediato opte por uma camiseta de dry-fit ou similar, de preferência de manga longa e não tão fininha.

Eu tenho um conjunto de base-layer da marca Montagne que comprei na minha terceira temporada de esqui em Bariloche e uso até hoje. Gostei bastante da marca. Quando comparada com o dri-fit o material deles é um pouco mais grosso. Mantém-te mais quente.

Para a segunda camada recomendo uma camiseta. Aqui é que entra o algodão. Eu uso pretinhas básicas de manga-longa. Tenho de dois tipos, mais finas, compradas na Hering e outras mais grossas, compradas na Decathlon. Aqui mais uma vez ajusto de acordo com a época/temperatura. Já esquiei inclusive sem essa camada em finais de temporada que passei em Pila e Zermatt (em breve o link para o post).

O terceiro e último nível é a jaqueta. Tenho uma com nível de aquecimento intermediário e vou trocando a camada do meio conforme o clima. Não acho necessário comprar uma jaqueta de imediato. Mas a verdade é que as jaquetas alugadas em estações de esqui na América do Sul não são aquela Brastemp e em alguns lugares da Europa é difícil alugar. Portanto é importante se informar.

Roupas para esqui - Jaqueta

Roupas para esqui – Jaqueta

Quais são os aspectos importantes em uma jaqueta de esqui?

Impermeabilidade: verifique quantas colunas de água ela aguenta. A minha tem 15.000 colunas. Não aguenta muito. Consigo esquiar na boa se estiver nevando fraco e me dá uns 20 minutos se a neve apertar muito para chegar em um lugar abrigado. Calças e luvas tem de ser impermeáveis também senão não adianta muito.

Aquecimento: quando falo em aquecimento me refiro ao quanto ela é revestida por dentro. Observe a minha na foto acima a imagem superior no lado direito. As partes pretas são mais grossas e a parte de trás das costas tem um revestimento extra.

Respiradores: são zíperes que você abre e fecha permitindo ou não a entrada do ar. Observe nas mangas da foto acima, imagem superior no lado esquerdo. Os respiradores ajudam, e muito, caso você passe calor. Acho imprescindível. Sou calorenta.

Trampa de neve: é uma proteção, na altura da sua cintura, que uma vez fechada cria uma barreira para que a neve não entre em contato com a sua roupa caso você caia. Trampa é o nome técnico em espanhol. Detalhe na foto acima, imagem superior à direita.

Bolsos (muito bolsos): minha jaqueta atual tem bolso para celular, saída para fones de ouvidos, bolso na manga para passe de esqui (detalhes na foto inferior conta direito) além de dois bolsos internos e outros dois externos. Considero fundamental, só assim levo toda a tralha que preciso. Além de celular, máquina fotográfica, dinheiro, chaves, protetor solar, óculos, lenços de papel e mapa das pistas (ufa!), levo uma garrafinha pequena de água e algum snack. Minha jaqueta antiga não tinha essa modalidade “canguru” e achei que esse upgrade foi um excelente investimento.

Minha jaqueta é da Ziener uma marca alemã de padrão de preço médio. Comprei em uma liquidação de uma loja de esportes em Berlim. O mais engraçado foi que comprei na seção infantil. Os alemães são tão grandes que as jaquetas adultas eram enormes pra mim.

Minha jaqueta anterior (branca e vermelha que aparece nas fotos) era da marca argentina Forest Leather. Comprei em Bariloche na segunda vez em que esquiei por lá. Aluguei uma jaqueta dessa marca, praticamente nova, em uma loja chamada Patagonia Show Room. Gostei tanto do serviço e do custo x beneficio que acabei comprando uma. Considero que foi um ótimo investimento para quem estava começando a esquiar. E recomendo a loja pra para quem pretende alugar roupas de esqui em Bariloche.

Por último acho importante dizer que nunca aluguei uma jaqueta no Chile ou Argentina que tivesse impermeabilidade. A loja acima foi a única exceção e a jaqueta tinha 5.000 colunas. Se você possui alguma jaqueta que acha que poderia ser adequada mas pensa em não leva-la porque não é impermeável, considere que alugar algo com impermeabilidade não é garantido.

ROUPAS E ACESSÓRIOS PARA ESQUI: Mãos

Luvas são outro artigo que você pode facilmente alugar na América do Sul. Em outros lugares é importante se informar porém é provável que você encontre luvas com preços econômicos se precisar comprar.

Roupas para esqui - Luvas

Roupas para esqui – Luvas

Luva boa tem seu preço. Chega a custar mais que algumas calças e jaquetas mais simples. Isso porque a luva é muito utilizada e para durar ela tem que ser muito boa. Com o tempo, de tanto carregar o esqui, a própria lamina lateral dele vai danificando a luva. Além da luva de esqui, costumo carregar uma para o antes depois do esqui (mais um item). Minha luva mais basicona é da Quechua, comprei na Decathlon. Já a luva de esqui é da Ziener e também foi comprada em Livigno.

ROUPAS E ACESSÓRIOS PARA ESQUI: Pernas

Aqui são duas camadas. Uma base-layer e a calça de esqui. Sobre a base-layer já falei acima; são os mesmos benefícios. Como é difícil achar um substituto recomendo essa compra.

Minha calça também segue a regra da jaqueta, isto é, possuí um nível intermediário de aquecimento. Eu não esquio sem a base-layer, minha calça tem respiradores enormes então se preciso eu os abro. Acho ainda mais importante esse item caso você pense em alugar uma calça de esqui, acho mais higiênico.

Roupas para esqui - Calça

Roupas para esqui – Calça

Se estiver pensando em comprar uma calça leve em consideração os mesmos aspectos da jaqueta. A impermeabilidade, o aquecimento, os respiradores e a trampa de neve, que nesse caso que fica sobre a bota. Minha calça é da Alpine Skate, adoro ela, já esquiei em diversas condições e sempre me manteve aquecida mesmo parecendo ser levinha.

ROUPAS E ACESSÓRIOS PARA ESQUI: Canelas e pés

Considere usar uma meia longa e grossa específica. A minha é uma meia avermelhada, aparece algumas foto acima. Ela protege sua canela da bota de esqui que pode ser uma arma logo nas primeiras esquiadas. Não se assuste com a bota de esqui, aos poucos você se acostuma. Essas meias tem um design específico que ajudam na circulação enquanto protegem sua canela. Comprei essa em Bariloche também. Comprei na Timberland, mas tinha por tudo.

Uso meias finas (do tipo esporte cano médio) e por cima a meia de esqui. Cuidado para não suar nos pés, o efeito pode ser o mesmo que o algodão causa no corpo. Não esqueça que a bota de esqui tem um certo nível de aquecimento que varia de bota para bota.

Falando em bota, é com a bota de esqui que você vai esquiar porém você vai precisar de um sapato adequado para se deslocar. Considere uma bota impermeável com solado antiderrapante.  Pior do que a neve pode ser o gelo, dê preferência ao cano alto que protege seu calcanhar caso escorregue e caia.

Se não quiser investir use algo que não molhe fácil, que seja aquecido e que tenha uma sola mais alta e de preferência antiderrapante. Eu tenho uma botinha de trekking da Timberland. Também comprada na Timberland de Bariloche. Já usei muito, é outra companheira de montanha. Minha única reclamação é a questão estética. Por vezes, à noite, você quer ir em um lugar mais arrumada e se tiver que caminhar na neve tem que usar ela de qualquer forma.

Bom, acho que era isso, espero não ter esquecido nada. No entanto se você tiver alguma dúvida ou quiser deixar alguma contribuição deixa um comentário aqui no post. Eu sempre me refiro ao esqui mas acho que muitas das regras acima valem para o snowboard. Se você for snowboarder que quiser deixar sua opinião seria ótimo!

Boa “settimana bianca” a  tutti!

6 comentários sobre “Viagens de Esqui: O que levar na mala quando for esquiar

  1. Ricardo Pinheiro disse:

    Oi Michelle, quero sua opinião. Na segunda quinzena de setembro estarei no Piemonte de carro. Não somos de esquiar e estou pensando em visitar o Vale de Aostia. Vale a pena para quem não esquia? Quais cidades você indicaria para passar uns 4 duas. Qual seria o local para se hospedar como base? Obrigado, se puder ajudar.

    Curtir

    • planejandoaviagem disse:

      Olá Ricardo, tudo bem?

      Em setembro ainda não é possível esquiar. Se estas pensando em ir para ter contato com o mundo do esqui mesmo que sem esquiar essa não seria a época adequada.
      No entanto o Valle d’Osta tem lugares muito bonitos. Que são muitos visitados pelos gostam de montanhas. A maioria das estações de esqui são convertidas em lugares para caminhadas, trekkings e trilhas de bicicleta então sempre tem muita coisa acontecendo.
      Ele é bem pequeno, te indico a cidade de Aosta, Cormayeur (Monte Bianco) e Valtournenche (lago).
      Seriam praticamente dois passeios, de Aosta até Cormayer e depois de Aosta até Valtournenche.
      Acho que a melhor cidade para montar base seria Aosta porque ela fica no meio do caminho.
      Como estarás de carro, poderá de repente também poderá dividir as suas noites.

      De Cormayer você também pode chegar ao outro lado do Monte Bianco, em Chamonix onde ele virá MontBlanc🙂
      Outra paisagem linda é o Monte Cervínio, visto a partir de Valtournenche-Cervinia. Esse é o nome italiano mas ele é mais conhecido pelo nome suíco, Materhorn,
      imortalizado na embalagem do Toblerone.

      Imagino que venhas do Piemonte correto? De Torino? Se sim, podes optar por passar na ida para Aosta por Ivrea.
      Espero ter ajudado.
      Abraços,

      Curtir

Deixe aqui seu comentário ou dúvida

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s