Dublin, Europa, Galway, Irlanda, Liscannor

Bate e volta ao Cliffs of Moher/Falesias de Moher

Na semana passada escrevi sobre Galway, cidade que utilizamos como base para fazer um bate e volta até os Cliffs of Moher (Falésias de Moher em português). Hoje quero compartilhar com vocês como foi nossa visita até os Cliffs, como chegar até Cliffs of Moher e também dar algumas sugestões de outras atrações que podem ser visitadas na região.

Cliffs of Moher

Os Cliffs of Moher são a principal atração turística da Irlanda. Milhares de pessoas visitam o local anualmente, que é muito famoso pelas falésias. Os Cliffs são a formação mais conhecida no entanto eles estão localizados em uma área de especial interesse geológico e justamente por isso fazem parte de uma lista de geoparques mundiais definida pela UNESCO.

Cliffs of Moher/Falesias de Moher
Cliffs of Moher/Falesias de Moher

Como chegar no Cliffs of Moher

Galway costuma ser uma das principais portas de entrada para os Cliffs of Moher no entanto você pode fazer o passeio a partir de Dublin ou mesmo de outras cidades da Irlanda. A partir de Galway você pode ir com transporte público, de carro (alugado ou próprio) ou contratar um passeio (de dia inteiro ou meio-dia).

Nosso plano era ir por conta própria de ônibus mas infelizmente não foi possível devido a greve do transporte público. A infeliz da greve foi organizada justamente no final de semana em que fizemos essa viagem 😦 #fazparte.

A partir de Galway por conta própria (de ônibus)

O ônibus da Bus Eireann parte da estação rodoviária de Galway e leva até o estacionamento dos Cliffs of Moher. Os bilhetes podem ser comprados pela internet ao custo de 12,50 euros cada trecho. O ônibus leva 2 horas e 15 minutos até o local e tem saídas as 8:00, 10:00 e 13:00 com retornos às 11:20, 13:20, 15:20 3 18:20, dessa forma você pode optar por ficar o quanto achar melhor. Acho que 3 horas são um bom número. No passeio que fizemos tivermos 2 horas no local e achei apertado, não consegui ver o museu com calma nem dar uma passadinha no restaurante.

Recomendo muito a compra dos ingressos do parque com antecedência, os mesmos podem ser comprados direto no site da atração ou em sites como o GetYourGuide.

Importante Covid-19: Equanto escrevo esse post estamos ainda em isolamento devido a pandemia no Brasil porém na Irlanda a atração já está aberta e exige que a reserva com antecedência seja realizada.

A partir de Galway, Dublin e Cork com Tour Guiado

A partir de Galway (80km do Cliffs of Moher), Dublin (235 km dos Cliffs of Moher) e mesmo Cork existem diversos tours/passeios que podem ser comprados pela internet.  Clicando na imagem abaixo você pode ter uma ideia da quantidade de tours oferecidos.

 

Nosso passeio foi de dia inteiro, pagamos 30 euros por pessoa pelo Tour Cliffs Of Moher and Burren da Lally Tours. No valor do tour estava incluída a entrada no parque dos Cliffs of Moher. Também visitamos outras atrações, mais detalhes logo abaixo.

A partir de Galway existe um tour de meio-dia, também da Lally Tour, ele pode ser uma opção para quem quer visitar somente os cliffs.

Como parte de uma road trip pelo Wild Atlantic Way

Os Cliffs of Moher fazem parte da famosa rota Irlandesa chamada Wild Atlantic Way, muitas pessoas fazem essa rota de carro e caso você esteja planejando percorre-la não deixe de incluir os Cliffs of Moher no seu roteiro.

Como foi nossa visita até os Cliffs of Moher e Burren

Primeira Parada – Ailwee Cave

O tour partiu da rodoviária as 10 da manhã em ponto. Alguns minutos depois estávamos na Ailwee Cave, uma caverna que fica dentro do Parque Burren.

Paisagem rural irlandesa com The Burren ao fundo
Paisagem rural irlandesa com The Burren ao fundo

No local é possível fazer um tour pelo interior da caverna. Esse parque é bem estruturado, caso você não queira conhecer a caverna (5 euros pagos a parte) você pode esperar na loja/café do local que é extremamente agradável.

 Interior Aillwee Cave
Interior Aillwee Cave

Já tinha entrado em cavernas maiores e mais bonitas mas não em uma atração tão bem organizada e de interesse geológico tão importante. Gostei de fazer a visita guiada. Saímos da Ailwee Cave e fomos direto para os Cliffs of Moher.

Segunda Parada – Cliffs of Moher

O ônibus do tour nos deixou em frente ao centro de visitantes. O centro atual foi construído em 2007. Em um primeiro momento ele parece pequeno mas na realidade ele foi projetado e construído encrustado na colina com a finalidade de minimizar o impacto visual e ressaltar a beleza natural do lugar.

Cliffs of Moher - Chegada
Cliffs of Moher – Chegada

No centro de visitantes você encontrará banheiro, restaurante, loja de souvenirs e uma exibição sobre a história e geologia das falésias.

Cliffs of Moher - Acesso a partir da chegada
Cliffs of Moher – Acesso a partir da chegada

Saindo do centro de visitantes em direção ao mar você poderá pegar sua mão esquerda ou direita, nos saímos em direção ao lado direito, onde está localizada a Torre O’Brien.

Trilha com torre ao fundo
Torre, Aran Islands ao fundo e barco de passeio (no mar)

Andando um pouquinho, antes da torre, você chega a uma bifurcação onde um dos caminhos leva até a torre e outro até uma praia.

Caminho que leva até a Torre e a Torre
Caminho que leva até a Torre e a Torre O’Briens

Fomos inicialmente até essa praia e na volta paramos na torre. Para subir na torre paga-se 2 euros.  A torre foi construída em 1835 e nessa data já servia como ponto de observação.

Trilha depois da Torre
Trilha depois da Torre
Praia depois da torre e lado esquerdo visto a partir do lado direito
Praia depois da torre e lado esquerdo visto a partir do lado direito

Saímos da torre em direção ao lado esquerdo da atração. Como os cliffs mais bonitos estão justamente do lado esquerdo par observa-los o melhor lado é o direito portanto o programa nesse lado é sentar no alto dos cliffs e curtir a paisagem.

Em frete aos cliffs ficam localizadas as Aran Islands (ilhas Aran). Você pode ir até uma delas com um passeio de barco que parte dos cliffs de Moher (na realidade do vilarejo de Doolin, que fica muito proximo). O interessante do passeio de barco é observar os cliffs sobre um outro angulo de visão.

Terceira Parada – Doolin

Saímos dos cliffs em direção ao minúsculo vilarejo de Doolin onde paramos em um Pub para almoço/lanche. Eu, acostumada com almoços no pubs de Dublin, não achei este local em Doolin tão bom, aqui bateu aquele impressão de armadilha para turista.

Quarta e Quinta Parada – Formações rochosas e Dunguaire Castle

Partimos de Doolin em direção a Galway e no caminho fizemos duas paradas rápidas. A primeiras nas formações rochosas da foto abaixo e a segunda no Dunguaire Castle.

The Burren - Formacoes rochosas
The Burren – Formações rochosas
Dunguaire Castle
Dunguaire Castle

Nossa viagem de volta demorou cerca de 2 horas, você vai observando a paisagem, as casas dos “farmers” (quem dera que nossas propriedades rurais fossem assim) e fazendo as paradas e nem sente o tempo passar.

 Propriedades rurais na Irlanda
Propriedades rurais na Irlanda – à direita casa rural com telhado típico “thatched roof”

A Irlanda é cheia de propriedades rurais. As propriedades tem em media 32 hectares e 93% da mão de obra é familiar, aprox. 7 % da população vive do campo. Quando você percorre as estradas que fica nítida a vocação (e eh claro, na qualidade da comida que você encontra por lá). As propriedades da foto são aquelas com uma “cara” mais típica porém existem propriedades mais modernas e uma coisa é certo, todos vivem bem.

Ir até a Irlanda e não conhecer o seu interior, é um pecado. Aproveite uma viagem como essa para ter um overview da vida no interior da Ilha Esmeralda. Além disso as paissagens verdes faram você entender porque a ilha leva esse apelido 😉

Chegamos em Galway às 17 horas. É um horário relativamente cedo, tanto para voltar para Dublin, que era nosso caso, quanto para aproveitar os pubs e restaurantes de Galway. Não deixe de conferir nossas dicas no post sobre Galway!

Passeio por conta própria x tour guiado aos Cliffs of Moher

Difícil escolher entre um e outro então irei me atentar as vantagens e desvantagens de cada opção.

Gostei muito do tour guiado porque o guia era realmente muito bom, ele passou muita informação interessante (pena que com o passar do tempo a gente vai esquecendo tudo, risos). Conhecer o The Burren, a Ailwee Cave e o castelo foram um plus, se fossemos por conta própria é provável que o ônibus não fizesse o caminho pelas estradas locais e sim pela rodovias nacionais, não teríamos sequer visto essas atrações. 

A parte ruim foi ficar pouco tempo nos cliffs, escutar tanta musica Irish (cheguei zonza no hotel) e não poder escolher onde comer; pra mim a gastronomia é sempre parte do passeio.

Os tours são bem econômicos, custam praticamente o que o passeio desempacotado custa. A opção por um ou outro se dá mais pela questão pessoal do que financeira.

Um comentário em “Bate e volta ao Cliffs of Moher/Falesias de Moher”

Deixe aqui seu comentário ou dúvida

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s