O Principado de Andorra – Como chegar, onde ficar e o que fazer (passeios, spa, restaurantes e compras)

Outro dia publiquei um post específico sobre esqui no Principado de Andorra, se você está planejando uma viagem de esqui não deixe de lê-lo. Nesse post escreverei sobre informações mais essenciais para quem pretende visitar o Principado de Andorra e sua capital (Andorra la Vella), assim como a cidade de Escaldes- Engordany, cidade fronteiriça à Andorra la Vella.

Andorra-la-vella/Escaldes-Engordany por Alessandro Grussu

Nesse post comentarei sobre ambas as cidades (Andorra e Escaldes-Engordany). Em sobre como chegar, hospedagem e o hotel onde nos hospedamos, sobre alguns restaurantes, sobre nossa visita ao Caldea (SPA de águas termais) e também sobre as compras no local; não podemos esquecer que o país é um destino duty-free na Europa.

COMO CHEGAR EM ANDORRA LA VELLA/ESCALDES-ENGORDANY

Nós fomos até Andorra la Vella/Escalde-Engordany de ônibus a partir de Barcelona. Existem duas companhias que fazem o trajeto a partir de Barcelona. A Direct Bus e a Andorra by Bus. Nós fomos com a Direct e voltamos com a Andorra. Escolhemos de acordo com os horários. Ambas empresas partem da estação de Barcelona Sants e param no aeroporto, e na volta fazem o contrário.

No caminho para o Principado de Andorra

Nossa ida foi tranquila. O motorista foi exigente, não deixou que entrássemos com comida e solicitou que toda a bagagem grande fosse colocada no porta-bagagens do ônibus. A viagem durou 3 horas porém no ônibus não tinha banheiro #ficaadica. Comprei o bilhete de ida pela internet e tudo transcorreu tranquilamente.

A volta não consegui comprar pela internet mas comprei na rodoviária assim que chegamos em Andorra. Foi o melhor que poderia ter feito. No dia em que voltamos o ônibus estava lotado e uma pessoa não conseguiu embarcar no horário que queria, se fossemos nós teríamos perdido o voo.

A partir de Barcelona também é possível acessar Andorra por trem até indo até Lleida e depois pegar um ônibus com a Alsa. Eu adoro viajar de trem, acho que em termos de conforto nem se compara ao ônibus no entanto as conexões não eram boas e preferi não arriscar. Também é possível acessar o Principado de Andorra a partir da França, os aeroportos de Tolousse e Perpignam são bons hubs para voos internacionais. Como não fiz esse trajeto não fui atrás dessas informações mas saiba que existe essa possibilidade.

ONDE SE HOSPEDAR EM ANDORRA LA VELLA/ESCALDES-ENGORDANY

Optamos por nos hospedar na capital e não diretamente nas pistas. Escolhemos um hotel em Escaldes-Engordany, o Exe-Princip. Escrevi um pouco mais sobre essa decisão no post sobre esqui no Principado de  Andorra.

Gostei bastante do hotel! Achei a localização excelente, ao lado da principal rua de compras (Av. Carlemay/ Meritxtell), do shopping Illa – Carlemany, de muitos restaurantes (detalhes mais abaixo), do SPA (Caldea) e do transporte público para acesso as pistas de esqui. Para completar o hotel ficava em frente ao melhor café da cidade (o Santa Gloria) então realmente não poderia ter sido melhor em termos de localização.

Na imagem abaixo marquei os principais pontos de interesse sobre os quais comentei acima (em vermelho). Observem que o centro de Andorra la Vella fica em um lado e que Escaldes-Engordany fica do outro, o que separa as cidades é o rio (em azul mais escuro). Desde a praça central de Andorra la Vella até o shopping Illa Carlemany (centro de Escaldes-Engordany) são apenas 1,2 km. Seriam apenas 15 minutos de caminhada se não houvessem tantas lojas pelo caminho 😉

Mapa Andorra Escaldes Engordany

É claro que a cidade é pequena, é possível percorrer tudo à pé, a rua de compras cruza ambas as cidades e o transporte público é acessível de vários pontos. Então se você se hospedar próximo ao Exe Princip, também usufruirá dos mesmos benefícios.

O Exe Princip é um 3 estrelas com quartos confortáveis mas sem grandes luxos. Tem amenidades básicas como frigobar, calefação, TV à cabo e aquecimento para toalhas. Achei que tinham poucos cabides e armários. Como queríamos usufruir dos SPA’s optamos por um hotel sem sauna ou piscina (algo que é sempre bom para relaxar depois de um dia de esqui). O café da manhã também era bom, farto porém não tão variado, a um preço justo de 6 euros por pessoa. Como em dia de esqui se acorda cedo e o café tem que ser reforçado não queríamos um café da manhã que custasse uma pequena-fortuna. Nosso quarto era pequeno, mas eles possuem diversas tipologias. Pagamos 70 euros por noite para o casal em pleno feriadão de carnaval.

Compras em Andorra la Vella/Escaldes-Engordany

Para quem gosta de olhar vitrinas todo o Principado de Andorra é uma diversão. Devido a sua característica “tax heaven” o comércio de mercadorias no país é enorme. O atendimento é excelente e a maioria das lojas tem vendedores que falam português, um luxo. Isso acontece porque os portugueses esquiam muito por lá e também porque 15% dos morados dos país são de origem portuguesa.

Av. Carlemany em Escaldes-Engordany (principal rua de compras)

É realmente impressionante a quantidade de estabelecimentos e o tamanho dos mesmos para um país tão pequeno. Abaixo irei citar algumas lojas e produtos que vi por lá. Não vou me atentar muito a marcas porque irei colocar os links da lojas assim você verá com seus próprios olhos.

Começo pelos artigos esportivos, a Viladomat é um grupo que tem 14 lojas e vende diversas marcas esportivas de ponta. O grupo também é dono a Kilvil, uma loja com uma pegada mais moderna, e das franquias North Face, Nike e Paul & Shark.

Villadomat, loja de artigos esportivos em Escaldes-Engordany

As perfumarias estão por toda a parte. A Gala e Julia são as maiores redes. A Julia da Av. Carlemany possuí inclusive um Museu do Perfume.

Perfumaria Julia em Escaldes-Engordany

A Galeno é talvez a maior rede de farmácias porém, assim como as perfumarias, as farmácias estão por toda a parte e a Julia, inclusive, vende dermocosméticos.

Farmácias na Av. Carlemany

As roupas de marcas são representadas por alguns grupos que também possuem inúmeras lojas espalhadas pela cidade. O grupo Via Moda e o grupo Pollyanna, assim como a Viladomat, tem suas lojas próprias (que vendem inúmeras marcas conhecidas) e também possuem franquias de lojas como Desigual, Hugo Boss, Levis, Jack Jones, OVS, Vero Moda, etc. São muitas, para ver todas clique nos links.

Interior loja Urban – Grupo Via Moda em Escaldes-Engordany

As fast-fashion também estão por lá, Mango, Zara, Berska, Calzedonia, Stradivarius. Da marca Mango também uma Mango by Violeta e uma Mango Outlet.

Loja Mango Outlet

O Shopping Illa Carlemany também é um bom local para compras, muitas lojas por lá, gostei bastante da Guess, Geox, lojas de esportes e inclusive da Nespresso.

Illa Carlemany Shopping Center em Escaldes-Engordany

Além do Illa, outro shopping grande, localizado em Andorra la Vella é o Pyrenees.  A Roca & Ribes é outra loja que vale a visita, uma loja de departamentos com muitos artigos interessantes.

Fora isso muitas óticas, joalherias (Pandora e Swarovski), lojas de eletrônicos, de bebidas e cigarros e também essas lojas que vendem um pouco de tudo (de telefones fixos diferenciados à canivetes suíços). A maioria das lojas é focada em artigos de marcas mais caros no entanto, existem algumas lojas, como a Andorra 2000, por exemplo, que vendem artigos mais em conta. A Andorra 2000 pode ser uma escolha se você chegar por lá sem roupa de esqui e quiser comprar algo mais barato.

Eletrônicos em Escaldes-Engordany

Opções de compras não faltam mas não dá para sair comprando de olhos fechados não! A questão do duty-free é controversa, o Principado vem aumentando seus impostos nos últimos anos devido à pressões da União Europeia. Além disso, a crise em países como a Espanha, uma das portas de entrada para o Principado, fez com que os preços na Espanha em algumas situações fiquem até mais baixos do que por lá.

Saber o valor justo do produto que se deseja comprar é essencial para uma boa compra. Para os europeus, em tempos de eCommerce com frete grátis e descontos/brindes que nos deixam de boca aberta, pode ser que não seja tão atrativo. Para os brasileiros, que podem optar tax-free nos demais países da Europa fazer contas também é importante pois o tax-free não se aplica a tudo, muitas vezes exige um valor mínimo, cobra uma pequena taxa e ainda por cima tem a burocracia do aeroporto. Pois eh, nada é simples hoje em dia não é mesmo, nem as comprichas 😮

Caldea, SPA em Andorra la Vella/Esclades-Engordany

Em um dia em que o tempo não estava muito bom optamos por não esquiar e ir conhecer o SPA Caldea. Já comentei aqui milhares de vezes que esqui e frio combinam muito com esses espaços e, em Escaldes-Engordany, o Caldea é um excelente representante.

Caldea em Escaldes-Engordany

Estava muito curiosa para conhecer o lugar. Já estive em outros lugares assim e a expectativa era grande. Chegamos por volta das 16 e compramos o bilhete de 38 euros que dava direito a três horas no espaço Termoludico. Pagamos um adicional de 5,8 euros pelas toalhas. Se você viajar com crianças entre 3 e 8 anos elas poderão usufruir do Likids. Quando chegamos não tinha fila porém uns 30 minutos depois ela começou a se formar. Achei o processo de “check-in” um pouco lento para um lugar tão grande.

Feito o check-in nos dirigimos aos vestiários, tudo novo, limpo, sinalizado e organizado. Ao entrar você recebe uma pulseira, ela serve para abrir e bloquear seu armário no vestiário. Logo na saída do vestiário, após a ducha de entrada, nos demos de cara com a piscina que é o carro chefe do complexo (foto abaixo).

Caldea – piscina central

Entramos nela sem pestanejar mas, behhh, achamos que a água não estava tão quente, sou do tipo que toma banho fervendo acho que não sou o melhor parâmetro,  brincadeiras à parte, segundo o prórpio Caldea a piscina deveria estar em torno do 32/34 graus célsius mas eu achei que ao menos a sensação era de que a temperatura estava mais baixa.

Dentro dessa piscina existem diversas jacuzzis, ficamos em uma delas por um tempo  e depois resolvemos encarrar a aérea externa. Agora sim, com o frio que fazia do lado de fora a agua ficou quentinha (risos).

Caldea – piscina externa conectada à piscina central

A área externa possui uma conexsão com a interna, você nem precisa sair da piscina para acessá-la. Essa área é bem divertida, além do charme do lugar aberto e da vista da cidade e das montanhas com neve, existem correntes de água e alguns espaços com hidromassagem em que você fica deitado relaxando.

Não dá para negar que a piscina central é charmosa, além das jacuzzis, áreas externas, correntes e duchas, tem todo um jogo de luzes e música que conversam com o ambiente. No entanto, na minha visão, a temperatura da água deveria estar alguns poucos graus acima.

Caldea – piscina central ao entardecer

Saímos da piscina e exploramos as demais saunas e banhos, o lugar que mais gostei foi o inspirado nas termas romanas, Dentro desse espaço uma piscina aquecida (36 graus), essa sim em uma temperatura perfeita, e um outra de água fria (14 graus).

Caldea – banhos romanos

Pela foto acima dá para notar a fila; com o cair da tarde e o esqui terminando o lugar começou a encher. Eu não vejo problema nenhum em uma grande quantidade de pessoas,  o problema é o ruído que elas causam. Muitos grupos e portanto muito barulho e também um entra e saí nas saunas e demais salas.

Não é nada muito relaxante mas entendo que faz parte da proposta de um lugar tão grande. Se você quiser pode optar pela opção VIP, o espaço Innu, esse bilhete custa 61 euros e dá acesso também ao espaço Origenes. Segundo o atendente, nesse espaço você fica mas tempo, tem menos barulho e aceitam somente adultos. Achei que pagamos caro pelo que recebemos e que por um pouco mais talvez tivessemos muito a mais. No entanto, isso é “achismo”, terei que voltar para ver se o passaporte VIP é realmente tudo isso 😉

Outra excelente opção de SPA no Principado, mais precisamente em Soldeu, é o SPA do Sport Hotel Hermitage. Se você for esquiar ou mesmo passear pela região pode juntar o útil ao agradável.

Spa e Hotel Hermitage em Soldeu – Principado de Andorra

Restaurantes em Andorra la Vella/Esclades-Engordany

As opções gastronômicas que a região oferece são inúmeras, nossa dieta foi bem variada durante nossa estadia. Desde fondue e massas até comida asiática e japonesa (em um dia de preguiça compramos um take-away japonês no supermercado – Super U – e comemos no hotel mesmo). Aliás, os supermercados são algo à parte, possuem de tudo assim como as lojas, vale a pena conferir. E os restaurantes não ficam atrás, variados e com opções para todos os bolsos.

O restaurante que mais gostei foi o El Refugi Alpi, achei o fondue espetacular assim como a localização e o ambiente. Se tivesse que recomendar apenas um acho que o recomendaria esse pelo conjunto da obra.

Nós no Refugio delle Alpi em Andorra la Vella

Para um opção mais econômica o La Tagliatella é um excelente pedida, é uma cadeia de restaurantes porém entrega muita qualidade. Os pratos de massas são grandes, para duas pessoas, e custam em torno de 15 euros (foto abaixo). O ambiente é acolhedor, estilo montanha e bastante familiar. Sempre tem alguma fila mas o serviço é rápido. As pizzas também são ótimas.

Fondue no Refugio delle Alpi em Andorra la Vella

Para quem quer variar e também mais na linha cheap eats, a hamburgueria And Burger Zero e o Udon Andorra também são boas opções.

Andorra la Vella-Escaldes Engordany – Hamburgueria

Já a Frankfurt Chester é uma boa parada para um lanche rápido ou aperitivo com um cardápio grande dedicado ao cachorro-quente. Eu curti!

Frankfurt Chester

Se você pretende almoçar na cidade eu consideraria o Big Ben e o Indalo. Ambos restaurantes familiares frequentados pelos locais nas suas horas de almoço com opções de menus a preços convidativos. Aquele tipo de restaurante em que está escrito na sua cara que você é forasteiro (risos).

Para quem busca algo mais típico e também mais arrumadinho as bordas (restaurantes típicos de montanha) são boas opções, eu infelizmente não conheci nenhuma delas mas tive boas referências da Estevet. A maioria das bordas fica distante do centro, a Estevet ficava a 1,7 km do nosso hotel, confesso que bateu preguiça de caminhar. Nessa linha fui no El Refugi Alpi (acima) e no Don Denis, uma instituição na cidade. Eu não tive uma boa experiência no Don Dens, achei os pratos muito caros e nada muito do meu agrado. Mas como os gostos são diferentes achei melhor deixar a referência aqui.

No geral não encaramos essa viagem como uma viagem gastronômica, a cidade em sí não inspirou tanto nosso lado foodie. Nosso objetivo foi buscar por lugares onde comeríamos bem porém se gastar muito.

Atrações em Andorra la Vella/Esclades-Engordany

Se você for sem a intenção de esquiar, apenas para passar alguns dias na cidade ou mesmo para um dia de compras, acredito que não se arrependerá. Além das compras, do SPA’s, da gastronomia e  das cidade de montanha Andorra la Vella tem um centro antigo, igrejas e opções de passeio ao longo do rio. Tem também o Naturalandia para quem quer curtir a neve sem os esquis ou pranchas ou mesmo atividades de verão, enfim, atividades não faltarão, faltará é tempo com certeza.

Andorra la Vella – ponte e caminho proximo ao rio

Anúncios

2 comentários sobre “O Principado de Andorra – Como chegar, onde ficar e o que fazer (passeios, spa, restaurantes e compras)

Deixe aqui seu comentário ou dúvida

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s