Retrospectiva: 2017 em 17 viagens

1 – Rivera (Uruguai)

Como já é tradição, o ano começou com uma ida ao Uruguai. em janeiro. Uma pequena trip, sempre em família, para ver as novidades dos free-shops de Rivera e saborear a gastronomia Uruguaia.

Rivera -Shopping Melancia

2 – Porto (Portugal)

Em fevereiro chegou a hora de voltar para Dublin. Utilizamos a cidade do Porto como hub devido a um precinho camarada que encontramos na TAP. Ficamos alguns dias curtindo a cidade antes de partir para a Irlanda.

Em Vila Nova Gaia com o Porto ao fundo

Foi uma ótima aclimatação. O inverno no Porto é bem menos rigoroso e a cidade tem muito a oferecer.

3 – Barcelona (Espanha)

No final de fevereiro fomos para Barcelona. Foi nossa terceira ida a esta cidade que sempre nos impressiona. Passamos dois dias nela antes de ir esquiar em Andorra. Saímos do frio e dias nublados da Irlanda para o “inverno” ensolarado de Barcelona 🙂

Barcelona

Foram dois dias entre tapas e tapas. Ainda estou devendo um post com dicas de gastronomia ao estilo tapas. Aqui você encontra dicas de hospedagem.

4 – Principado Andorra

No início de março, feriadão de carnaval, finalmente tiramos o plano de esquiar no Principado de Andorra do papel. Nunca tínhamos esquiando em um lugar tão ensolarado. Andorra surpreendeu pela oferta de compras e serviços e pelos preços mais camaradas e pelo esqui é claro.

Esqui no Principado de Andorra

Continuar lendo

Anúncios

Provence e Languedoc-Roussillon

A INSPIRAÇÃO

Uma passagem barata em um voo direto de Roma para Nice em setembro!

Aqui fica a dica do Skyscanner usei o motor de busca dele pra listar passagens de Roma para os destino de praia por perto, isto é, com voo direto. A idéia: fechar o verão com chave de ouro porém gastando pouco já que em setembro estaríamos mais para média do que para alta temporada.

Sempre tive vontade de conhecer as regiões da França, na verdade já deixei de ir para a França algumas vezes porque sempre achava que o tempo que tinha disponível não seria suficiente para tudo aquilo que gostaria de conhecer, na verdade, também já deixei de ir porque era alta temporada e tinha recebido informações de alguns amigos que as coisas em agosto eram muito caras e que a Côte d’Azur lotava.

Isso tudo acabou culminando com o fato de que só fui conhecer Paris nesse ano de 2011, porém, a notícia boa é que alguns meses depois retornava para conhecer o litoral sul. Très bonne!!!

O ROTEIRO

As regiões escolhidas foram a Provence e o Languedoc-Roussillon. A região da Provence cho que se explica por si só porém nesse mesmo ano também fui à Croácia e estava muito curiosa para conhecer o famoso mediterrâneo francês. Já a região do Languedoc-Roussillon foi incluída porque queríamos conhecer as praias naturistas de Le Cap d’Agde.

É claro que uma das preocupações era: Será que vai dar praia? Em setembro? Já outono? Aí que medo!!! Morando em Roma, observei melhor o clima na França e devo dizer que quando fui a Paris, em junho, em Roma era praticamente verão é por lá ainda frio e chuvoso. Outra preocupação era em relação ao custo da viagem pois de nada adiantava ter comprado uma passagem barata para morrer com a grana em hospedagem caras.

Sendo assim o roteiro de 16 dias foi planejado tentando mitigar essas preocupações. Depois de duas noites na região de Antibes, próximo a Nice, partiríamos em direção ao Languedoc-Roussillon, pois ali o nosso interesse eram as praias, desviando apenas uma noite para conhecer Avignon. Depois de cinco noites entre Sète e Le Cap d’Adge(Languedoc-Roussillon), voltaríamos aos poucos para a Provence, já outono portanto média estação, com paradas de três noites próximo a Cassis, passando por Saint Tropez e terminando em quatro noites em Nice, dividindo os dias entre Nice, Éze e Mônaco.

E assim começou a viagem, na região de Antibes ficamos em Vallauris, em um hotel próximo a autoestrada A8 e a estrada regional D135. Desse ponto foi fácil acessar as praias de Antibes,  Le Cap Antibes e Cannes. Em Le Cap Antibes a praia Garoupe é muito bem recomendada, infelizmente só passei por ela, fiquei mais tempo em San Juan le Pins, porém ali o ambiente é mais familiar. Já Cannes é um daqueles lugares para ver e ser visto e vale o passeio. Sua avenida a beira mar é um charme com todos aqueles hotéis cinco estrelas super pomposos e a praia também é bastante convidativa, desde os seus chiquerrímos estabelecimentos até às partes públicas, localizadas na duas extremidades.

Avenida Beira Mar em Cannes

Continuar lendo