Carmelo, Colonia do Sacramento, Durazno, Fray Bentos, Paysandu, Rivera, Salto, Tacuarembo, Trinidad, Uruguai

Viagem de Carro pela Costa Oeste do Uruguai – Rivera, Tacuarembo, Durazno, Trinidad, Carmelo, Colonia do Sacramento e Paysandu

Esse post vai dar detalhes da nossa viagem de carro pela Costa Oeste do Uruguai. Viagem realizada no outono de 2018 na companhia da minha família. O principal objetivo era conhecer Colônia do Sacramento, porém acabamos explorando diversas cidades do interior do Uruguai. Assim, esse post será sobre o roteiro completo, citando as cidades que visitamos, os hotéis em que nos hospedamos e as estradas que utilizamos. Logo na sequência farei um post sobre cada cidade.

Foi uma viagem curta porém intensa. Depois de tanto tempo fora do país foi maravilhoso fazer essa viagem em família. Quando estamos na estrada bate sempre aquela vontade de dividir tudo com eles, desta vez não teve isso, vivemos tudo juntos!

Nosso roteiro de viagem pela Costa Oeste do Uruguai (ida e volta)

Nosso roteiro foi 4 dias e 3 noites. Como os trechos de ida e volta seriam longos, em torno de 700 km cada, optamos por fazer uma ida light – parando com calma em alguns lugares – e uma volta mais “pesadinha”, com menos paradas. Assim, ao invés de ir direto até Colônia do Sacramento optamos por pernoitar um pouco antes, em Trinidad. No dia seguinte, a partir de Trinidad, fomos até Carmelo (um dos pontos de interesse da viagem) e só depois nos dirigimos à Colônia do Sacramento. Ficamos duas noites em Colonia do Sacramento.

Para que o roteiro não ficasse repetitivo em termos de estradas e paisagens, fomos por algumas estradas (no Uruguai denominadas “rutas”) e voltamos por outras. Nossa volta foi por Paysandu. Pensamos inclusive em dormir em Salto, cidade de águas termais próxima a Paysandu, mas para isso teríamos que abrir mão de uma noite em Colônia então acabamos desistindo. Acho importante destacar esse ponto pois pode ser que você tenha tempo disponível para visita-la. Além disso, no caminho entre Colônia e Paysandu está a planta industrial de Fray Bentos patrimônio uruguaio tombado pela UNESCO e transformado em museu.

Uruguai – Planta industrial de Fray Bentos – patrimonio da UNESCO (foto: paisajesuruguay.com)

Nosso roteiro final ficou assim:

Primeiro dia na Costa Oeste Uruguaia

São Gabriel -> Rivera (BR290 e RS 118)

Saímos da minha cidade natal direto à cidade de Rivera, onde fizermos o processo de imigração, mais precisamente no Sineriz Shopping. O shopping concentra tudo que o turista precisa. Ali você faz a imigração, toma um café, usa os banheiros e também faz cambio. Falta apenas um loja de telefonia móvel.

Rivera – Sineriz Shopping – Imigracão no Uruguai e Cambio

Para realizar a imigração é necessário apresentar o passaporte válido ou carteira de identidade emitida no máximo há 10 anos (não vale carteira do motorista). Nós também apresentamos uma autorização para viagem de menor desacompanhado dos pais (por causa da minha sobrinha). Fizemos todo o procedimento seguindo as orientações deste link e não tivemos problemas.

Rivera -> Tacuarembó (Ruta 5)

Logo na saída de Rivera está o posto da Polícia Caminera, onde apresentamos a Carta Verde, seguro obrigatório para entrar como o carro no Uruguai. Ninguém solicitou a apresentação da carteira de habilitação mas tenha o cuidado de verificar a validade dela. No Uruguai não é possível dirigir caso a carteira esteja vencida porem dentro dos 30 dias de tolerância (caso do meu pai..hehe). Isso só é válido no Brasil.

A partir desse ponto acessamos a Ruta 5, a ruta em melhor estado de conservação de toda a viagem.

Uruguai – Ruta 5 – Cerros Chatos del Cunapiru

Paramos em Tacuarembó para almoçar e depois seguimos viagem até Durazno. A paisagem rural do Uruguai é muito bonita nessa parte da estrada, vimos florestas de eucalipto, igrejinhas e parques eólicos.

Uruguai – Ruta 5 – Eucaliptos
Uruguai – Ruta 5

A Ruta 5 é pedagiada, cada pedágio custou 95 pesos.

Uruguai – Ruta 5 – planta de energia eólica e pedagio
Tacuarembo -> Durazno (Ruta 5)

Em Durazno paramos um café e foi uma grata surpresa. A cidade é muito bem cuidada. Ficamos quase 3 horas em Durazno. Para ver o post sobre Durazno clique aqui!

Durazno -> Trinidad (Ruta 14)

A partir de Durazno tomamos a Ruta 14 até Trinidad. Essa ruta não é tão bem conservada e tinha um fluxo maior de carros. Acredito que o fluxo maior seja em função do horário (final do dia) e também devido ao transito local entre as cidades de Durazno e Trinidad.

Trinidad é mais uma cidade charmosinha e bem cuidada. Com prédios históricos preservados e uma praça central muito bonita. É impressionante o clima de segurança na cidade. Dormimos em Trinidad e no outro dia, após tomar café sem pressa e ativar um chip-pre pago da Claro Uruguai (mais detalhes abaixo), seguimos viagem. Post sobre Trinidad aqui!

Segundo dia na Costa Oeste Uruguaia

Trinidad -> Carmelo ( Rutas 57, 12 e 97)

No trajeto entre Trinidad e Carmelo a falta de sinalização causou confusão em algumas situações. Para evitar uma estrada não asfaltada, a Ruta 55, seguimos pela Ruta 12 até a  97 (que também não era asfaltada, risos). Ainda bem que a estrada era curta e atravessava algumas propriedades e vinícolas da região. Foi praticamente um passeio.

Chegamos mais tarde do que esperávamos em Carmelo, não foi problema porque os Uruguaios almoçam tarde. Depois do almoço exploramos a cidade (detalhes nesse post aqui) e seguimos viagem.

Uruguai – Ruta 21 – proximo a Carmelo
Carmelo -> Colonia do Sacramento (Ruta 21)

De Carmelo a Colonia del Sacramento o trajeto foi curto e a estrada era boa. No caminho a dica é visitar Calera de las Huerfanas (antigas missões). O local é pequeno e próximo à Ruta 21, vale o desvio.

Calera de las Huerfanas em Carmelo (foto: paisajesuruguay.com)

Terceiro dia na Costa Oeste Uruguaia (Colonia do Sacramento)

Clique aqui para ver o post detalhado sobre Colonia do Sacramento.

Quarto dia na Costa Oeste Uruguaia

Colonia do Sacramento -> Carmelo -> Paysandu (Rutas 21, 24 e 3)

Fizemos esse trajeto mais lentamente do que planejamos. Inicialmente porque depois de passar por Carmelo a Ruta 24 fica cênica, hotéis como o Narbona Wine Lodge, um Aras e até um heliponto pode ser avistados. Logo depois uma parte da estrada estava precária e na sequência trechos bons e ruins se alternavam. Ainda na Ruta 24 pegamos uma grande obra e ao chegarmos no entroncamento com a Ruta 3, fomos aconselhados a trocar de estrada. Acabamos passando por Young, mais uma cidade pequena e bem cidade do interior do Uruguai.

Vários trechos destas estradas tinham paisagens rurais muito bonitas, campos verdes, animais, casas de campo bem cuidadas e muito maquinário agrícola. Tecnologia no campo!

Uruguai – Ruta 3
Uruguai – Ruta 3
Paysandu -> Rivera (Ruta 26)

De Paysandu a Rivera a viagem foi com emoção. A Ruta 26, por aprox. 170 km, estava em péssimas condições. A sensação de insegurança foi grande, como em alguns pontos tínhamos 4G eu ia enviando mensagem ao meu irmão para que ele soubesse onde nos encontrávamos. Risos!

O lado bom, como dizia minha sobrinha, é que foi uma aventura. A Ruta 26 fica em um local de migração de pássaros e em vários momentos um tapete de pássaros cobria a pista e levantavam voo segundo antes da nossa passagem. Lindo!

Chegamos mais tarde do previsto em Rivera. Queríamos ter comprado algumas coisas no free-shop mas o mesmo fechou 10  minutos depois que fizemos a imigração. Como já era tarde resolvemos jantar em Rivera antes de pegar a estrada. Aproveitamos e conhecemos a Parilla Lo de Beto (que só abre a noite).

Rivera -> São Gabriel

Treho mais conhecido da viagem. Fizemos tranquilamente, apenas do horário adiantado e do cansaço.

Como foi dirigir pela Costa Oeste do Uruguai – estado das estradas/rutas, pedágios e lei seca

Nesse link você encontra um artigo sobre o estado das rutas uruguaias. Nele fica claro o descaso com a Ruta 26. Fora essa ruta e as obras na ruta 24, algumas estavam em excelente estado (ruta 5 e 3) enquanto outras alternando trechos bons com ruins, porem curtos. Uma das coisas que ajuda em momentos assim é que o Uruguai é um pais seguro, onde as estradas tem pouco fluxo e uma boa cobertura 4G.

Algumas rutas são pedagiadas, verifique a localização dos “peajes” nesse link aqui! Não esqueça que no Uruguai a lei é seca, assim como no Brasil, não beba e dirija.

Adorei ter feito o roteiro da forma como foi porém acho que não repetiria a dose de Ruta 26 🙂

Não esqueça que não é permitido entrar no Uuruguai sem o seguro “carta verde” além disso o carro deve estar no nome do motorista ou então este deve possuir uma autorização para viajar com o carro que está no nome de outra pessoa.

Mapa do nosso roteiro e atrações visitadas na Costa Oeste do Uruguai

Segue abaixo um mapa com o roteiro que fizemos. Nele marquei os hotéis e os pontos de interesse turístico pelas cidades nas quais passamos. Para ver o post sobre cada uma das cidades, em breve, clique nos links acima sobre o nome de cada cidade.

Hospedagem/Hotels em Trinidad e Colonia do Sacramento no Uruguai

Nos hospedamos em dois hotéis e ambos foram ótimos. Em Trinidad ficamos no Hotel Gran Flores, um hotel padrão executivo que fica em frente a praça central da cidade. Foi muito cômodo no entanto a cidade é pequena e a localização não é um diferencial. Quando reservei fiquei em dúvida entre ele e o Hotel Maxim, confesso que o Maxim é muito mais charmoso ao vivo. Se voltasse a Trinidad me hospedaria nele.

Uruguai – Trinidad – Hotel Gran Flores e Restaurante Don Quijote

Chegamos a pensar em nos hospedar em Durazno mas a infraestrutura hoteleira não era das melhores. Uma boa opção parece ser o Hotel Santa Cristina porém ele estava um pouco fora da nossa rota.

Em Colonia do Sacramento o Hotel Costa Colonia superou nossas expectativas que já eram altas. Arquitetura moderna, design lindo, quarto amplo, café da manhã delicioso, atendimento excelente, uma área de SPA (com sauna e piscina aquecida), linda vista, varandas e pequena cozinha no quarto, bicicletas para aluguel e piscina externa (para uso no verão). Acho que as fotos falam por si só!

Uruguai – Hotel Costa Colonia em Colonia do Sacramento
Hotel Costa Colonia – quarto
Hotel Costa Colonia – quarto
Hotel Costa Colonia – quarto
Hotel Costa Colonia – vista
Hotel Costa Colonia – cafe da manha

Internet 4G no Uurguai

Comprei um chip pre-pago na Claro (claro.com.uy) que custou 80 pesos. Por mais 55 pesos ativei uma promoção de 1GB ilimitado por 5 dias. O 4G funcionou perfeitamente durante toda a viagem, a única exceção foi uma intermitência no serviço naqueles famigerados 170 km da Ruta 26. É impressionante a diferença de serviço entre nas estradas do Brasil e do Uruguai. No Uruguai, voltei a me sentir um pouco de volta a Europa.

A ativação foi simples, apresentei meu documento para fazer o registro do chip e depois realizei o pagamento do chip e do pacote de dados. Aqui teve um detalhe, tinha um valor mínimo para carga então carreguei mais de 55 pesos, porém foi muito pouco e valeu por tudo que utilizei. Assim que o chip foi ativado, usei o saldo extra para ativar o plano de dados através de uma mensagem SMS.

Maconha no Uruguai

Nos dias em que estivemos no Uruguai presenciamos muitas pessoas fumando maconha abertamente nas praças da cidade ou enquanto caminhavam na rua. Conversei com um Uruguaio sobre o tema e achei interessante o que ele falou: “é como fumar cigarro, você pode fumar nos lugares abertos onde a prática é permitida porém sem desrespeitar as pessoas que estão ao seu redor, caso você veja que tem alguém incomodado, o ideal é se retirar”. Que educação!

Colonia – Loja de produtos agrícolas para plantio de maconha

A maconha foi completamente legalizada no Uruguai em 2013. No país é permitido comprar e plantar maconha para consumo ou mesmo se associar a um clube que plante e entregue para você. Porém você só pode fazer isso se for Uruguaio 😦

É ilegal comprar maconha se você for turista! No entanto é permitido compartilhar com algum amigo uruguaio. Não tem jeito, aliás tem, o jeito é fazer amigos. Mais um motivo para viajar pelo Uruguai!

4 comentários em “Viagem de Carro pela Costa Oeste do Uruguai – Rivera, Tacuarembo, Durazno, Trinidad, Carmelo, Colonia do Sacramento e Paysandu”

Deixe aqui seu comentário ou dúvida

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s